Cadela prende a cabeça em lugar inusitado e surpreendente é salva…

A cena assustou bastante os donos de Jade.

Jasmine Willians e seu companheiro passaram por um sufoco no mês passado. Tutores de quatro cachorros, o casal está acostumado com as estripulias dos seus filhotes. Mas, desta vez, a cachorrinha Jade extrapolou todos os limites.

Jasmine recebeu uma ligação do namorado Rayshawn Campbel pedindo para que ela saísse da casa para ver algo do lado de fora, onde ele a esperava. O homem pediu ainda para que Jasmine não se assustasse com o que estava prestes a ver. Curiosa, ela se deparou com uma cena insólita. A cadelinha havia enfiado a cabeça dentro da roda da parte detrás de um carro e não conseguia se soltar. Este havia sido o resultado da perseguição a um gatinho.

Iniciou-se, então, uma maratona para tentar libertar Jade do pneu. Mas quem poderia ajudar? Jasmine tentou primeiro para uma associação de ajuda aos animais, que a orientou ligar para uma delegacia de polícia. O agente policial, contudo, instruiu que fosse chamado o 911, cujo atendente disse que não seria possível ajudar. Ou seja, um empurra em empurra que achávamos que só acontecia no Brasil.

Sem saber o que fazer, Jasmine foi até o Corpo de Bombeiros, mas lá não havia ferramenta que pudesse cortar o pneu. Aquela altura, Jasmine estava às lágrimas e consultando desesperadamente o Google. Ela encontrou uma clínica veterinária especialista em casos de emergência.

Quando a equipe do Blue Pearl atendeu a chamada e escutou o relato apavorado de Jasmine, disse que jade fosse levada para lá.

A técnica veterinária Jenny Davis foi quem recebeu Jade e reparou que o animal estava cansado pelo esforço em tentar se libertar. Os olhos chegavam cheios de sangue de tanta força que a cadela fez.

Freya, a irmã de Jade, também estava juntas, ambas exaustas. Os sinais vitais de Jade se mantinham estáveis e Jenny lhe deu um sedativo para que ela relaxasse. Levou vinte minutos para Jade ficar livre do pneu.

Jenny revelou que cães presos dentro de rodas não é uma situação incomum e que eles costumam se meter nos lugares mais inusitados. Jade, quando se viu livre, distribuiu muitas lambidas como forma de gratidão. Ainda naquela noite todos voltaram para casa e a cadela, aliviada, retornou a sua rotina de muitas brincadeiras com seus irmãos de quatro patas.

Jade e Freya deitam juntas após o alívio.

Fica aí uma lição para todos nós. Cuidado com as rodas em sua residência, evite deixar sus cães brincarem com isso.

Foi um alívio, não é mesmo? Compartilhe para que mais pessoas conheçam este perigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *