Cão é espancado e salvo graças as fotos publicadas no Facebook…

Um grande exemplo de que as redes sociais podem ajudar em campanhas de ajuda aos animais. Barry é o nome deste cão, ele foi encontrado quase morto, sangrando e chorando. Ele estava muito mal. Um dos moradores de um bairro em Hong Kong encontrou o cachorro sofrendo e teve a ideia sensacional de publicar fotos no Facebook e pedir ajuda aos usuários.

cao-espancado-hk-1

As fotos de Barry foram adicionadas em uma fanpage de amantes dos animais e rapidamente o caso se espalhou. Ele procurava por pessoas que pudessem ajudá-lo a pagar por um tratamento adequado e de qualidade em um hospital veterinário.

Enquanto o cãozinho estava no hospital, uma campanha de ajuda deu início no Facebook. Um grupo foi criado para compartilhar o acontecimento e levantar dinheiro para cobrir os gastos com o tratamento. O grupo com mais de 3700 membros conseguiu arrecadar mais de 20 mil dólares.

cao-espancado-hk-2

Segundo Amanda Ho, uma das criadoras do grupo, afirmou que a primeira operação foi um sucesso, mas em breve precisará fazer outras, já que o caso dele é grave. Mas com muita fé e ajuda, em breve o Barry será capaz de deixar o hospital e irá encontrar um lar amoroso, que vai dar o tratamento que ele merece.

Apesar de saber que existem pessoas capazes de fazer tão mal aos animais, a quantidade de pessoas que ajudam é infinitamente maior, comprovando que o mundo ainda tem esperança de dias melhores.

2 Comentários

Deixe um comentário
  1. Meu Deus eu não consigo entender porque o que se diz humano maltrata nossos verdadeiros e fieis amigos….o que se diz ser humano tem muito ainda que aprender cm os nossos aumiguinhos…Pena que não fazem ….Doi muito quando se ve ou se sabe que um cão foi espancado ou até foi morto por esses desumanos…

  2. Barry, torço para que outros cães que sofreram agressões de pessoas más, tenham a mesma chance de viver como você! Quanto às mãos que foram estendidas à você, que Deus as recompense… E que nunca faltem pessoas boas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *