Cão falece de depressão após morte do dono

Sombra entrou em depressão após a morte do seu dono e, infelizmente, não resistiu. Conheça essa história de amizade e companheirismo.

Sombra e o empresário Gil David Freitas eram inseparáveis e melhores amigos. Mas, infelizmente, Gil descobriu que tinha um tumor cancerígeno e faleceu pouco tempo depois. O cachorro, sentindo falta do dono, entrou em depressão e perdeu 15 kg, mas, infelizmente, não resistiu e faleceu.

Sombra, era um cachorro Boxer, e foi criado pela família Santos, em São Paulo. O empresário Gil, melhor amigo de Sombra, ficou doente após um tumor cancerígeno e faleceu. O cão não resistiu à saudade do dono e foi perdendo as forças, assim como, a vontade de viver. Ele chegou a ser socorrido na Coordenadoria de Proteção à vida Animal de Santos ( CODEVIDA) e fez muitos exames a fim de diagnosticar alguma doença.

Durante todo o tratamento, o cachorro recebeu muito apoio, carinho e atenção, mas, infelizmente, ele não resistiu e faleceu. Ele havia parado de comer e tinha entrado em um processo de depressão, após a morte do dono.

Como identificar a depressão em cães?

Assim como nós, os cães podem sofrer de depressão. Por isso, é fundamental que os donos fiquem atentos ao comportamento do cão e qualquer suspeita é preciso leva-lo para o veterinário. Há vários fatores que podem provocar a depressão nos cachorros como, por exemplo, a morte do dono, mudanças de rotina no ambiente familiar, a perda de liberdade do cão – ele esta acostumado a viver em uma área com muito espaço e depois começa a morar em um local menor-, doenças, entre outros.

Desta forma, a depressão pode ser influenciada por fatores diversos, sobretudo os que afetam a rotina do cachorro. Cães que estão com depressão costumam ficar mais isolados, ou seja, sozinhos nos cantos da casa. Ele não quer mais ficar perto do dono, não faz questão de muita atenção ou carinho, ou seja, perdem um pouco a vontade de viver. Além disso, quase não comem e rejeitam a ração de forma frequente, e estão sempre com uma aparência triste e muito abatida, e não ficam entusiasmado com as coisas.

Para prevenir a depressão, é preciso que o dono evite situações estressantes para o cachorro, dê a ele uma rotina saudável e crie bons hábitos. Assim, o cão deve ter uma dieta equilibrada, deve passear com frequência e receber muitos carinhos, mimos e atenção. Portanto, se você notar que o seu melhor amigo esta triste, apático e com falta de apetite, leve-o ao veterinário, para tentar descobrir a causa.

Um comentário

Deixe um comentário
  1. OS NOSSOS AMIGOS DE QUATRO PATAS SÃO ALGO QUE MERECIAM OUTRO TRATAMENTO A COMEÇAR QUANDO DIZEM QUE VIVEMOS EM DEMOCRACIA, ELES SÃO OS NOSSOS MELHORES AMIGOS QUER QUEIRAM OU NÃO, E VIMOS SITUAÇÕES QUE DEMONSTRAM AS MINHAS PALAVRAS.EU OS ADORO E SERÁ PELA VIDA ATÉ QUE TENHA FORÇAS,UM GRANDE ABRAÇO PARA TODOS ELES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *