Cão faminto e abandonado é salvo das ruas por duas mulheres e sua vida muda drasticamente

Quantas vezes você ignorou um cão abandonado?

A história se passa em Iquitos, no Peru. Um cão sem família vagava pelas ruas da cidade, faminto e já com as marcas das costelas marcando a pele. O animal, na esperança de conseguir algum alimento, passava o tempo rondando restaurantes. Apesar do seu estado esquelético, as pessoas não se comoviam. Passavam reto por ele, ignorando-o por completo. Cada um com seus problemas.

cao-salvo-por-mulheres-1

ACOMPANHE CÃES ONLINE!
Inscreva-se no Canal: https://goo.gl/HU37EA
Curta no Facebook: https://www.facebook.com/caesonline/
Participe do Grupo: https://www.facebook.com/groups/caesonline/
Siga no Instagram: https://www.instagram.com/caes.online

A sorte do cãozinho mudou quando duas mulheres, Bianca e Joyci, penalizadas com aquela situação de abandono, resolveram adotá-lo antes que o pior acontecesse. Na sua nova casa, longe dos perigos da rua e do sofrimento, ele ganhou o nome de “Ojitos”, em português “olhinhos”. Alimentado e em segurança, Olhinhos se tornou um novo cão. O pelo voltou a crescer saudável e até seus olhos adquiriram um brilho todo especial. Graças ao enorme coração de Bianca e Joyci, Olhinhos hoje dorme em uma cama quentinha e sabe que não precisará lutar para conseguir um pouco de comida.

cao-salvo-por-mulheres-2

Se você não tem condições de adotar um cãozinho, não ignore aqueles que vivem na rua. Dê um pouco de comida e atenção. Vá mais longe. Compartilhe nas redes sociais quando você encontrar um animal nestas condições. Pequenos gestos como estes fazem uma enorme diferença e podem ser a linha tênue entre a vida e a morte de um animal que não teve sorte em conseguir alguém que o amasse.

cao-salvo-por-mulheres-3

Assista a um emocionante vídeo mostrando a transformação de Olhinhos, do momento em que ele foi adotado até quando se tornou um cão saudável e feliz.

Um comentário

Deixe um comentário
  1. amar os animais é preciso em todas situações….resgate quando preciso for, cuide bem dele, se ñ poder ficar com o mesmo, doe a alguém responsável e k goste de animal.Nunca tive vontade de criar, gostei sempre de gato, mas depois que adotei minha PRETINHA ……AMO-A MUITOOO…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *