Centenas de cães abandonados vivem em um santuário dedicado somente a eles

Muitos destes cães possuem necessidades especiais.

Lya Battle não mede esforços pelo bem-estar dos seus cães. Ela possui uma fazenda onde habitam cerca de 700 cães, muitos idosos. Conheça a história desta mulher que não mede esforços para fazer o melhor para seus filhos.

Um dia ela estava visitando um abrigo para cães quando ouviu uma voluntária dizer para outra pessoa para levar o “pequeno cão preto da gaiola três para a cirurgia”. Não demorou muito para Lya se dar conta que o cãozinho, já idoso, estava sendo levado para ser sacrificado.

Na mesma hora Lya o quis para si. O pessoal do abrigo, no entanto, ainda tentou demovê-lo da ideia. O motivo? O cão era doente e velho.

Lya insistiu. Mesmo que ele fosse viver uma semana, queria que o animal morresse dentro de uma casa. O cãozinho, um schnauzer que ganhou o nome de Diego, era o primeiro cão com necessidades especiais que Lya adotava. Ele foi para a casa da mulher que já tinha outros animais de resgate. Diego não morreu em uma semana. Atualmente ele tem 19 anos.

Lya vive na Costa Rica e lá há muitos cães em situação de risco. Existem os que vivem abandonados na rua e aqueles que têm donos, mas que não são cuidados adequadamente. As organizações que protegem os animais muitas vezes sofrem com a falta de orçamento para manter os abrigos funcionando.

Motivada por isso, Lya decidiu fazer alguma coisa e passou a recolher os cães encontrados nas ruas, inclusive os que possuíam necessidades especiais e idosos.

O marido, Álvaro Saumet, sempre foi parceiro no resgate e cuidados dos cães. No início, a casa de Lya era pequena, com um pátio considerado modesto. Mas o número de cães cresceu e logo eles se viram com mais de cem. Para aliviar a questão do espaço, Álvaro construiu plataformas elevadas e instalou casas para os cachorros. Duas pessoas ajudavam nos cuidados e Álvaro e Lya trabalhavam fora para conseguir mais grana.

Depois de um tempo, a casa ficou pequena demais e nesta época, para sorte do casal, Álvaro herdou uma fazenda de 146 acres.

Em 2009 eles fundaram o Território de Zaguates, um santuário para cães abandonados. Atualmente, o número varia de 600 a 700 cães, mas já chegou a 900. Lya conta que há mais cães chegando que partindo do Santuário. O número de idosos também é elevado.

O casal revela que adora dar nomes engraçados para os bichos e se lembram dos nomes de cada um. Os cães são cuidados 24 horas por dia. Mas para isto é preciso dinheiro. O casal aceita doações para continuar este trabalho tão bonito.

Receba atualizações do Cães Online no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente