Garotinha comove o mundo ao dar adeus ao seu cão

Jaden fez parte da vida de sua amiga Lynn até o último momento.

A história da pequena Lynn e do cão Jaden é linda e comovente. Vários momentos vividos entre os dois desde o nascimento da garotinha foram registrados em muitas fotos. Infelizmente, o final não foi feliz.

garotinha-despedida-cao-1
Jaden sempre esteve presente na história de Lynn.

Quando Lynn nasceu há seis anos, Jaden já eram bem grandinho e muito apegado aos seus donos. O pai de Lynn, Jeffrey Backer, de 37 anos, temia a reação do cão quando o bebê nascesse. Mas para surpresa da família, desde o início ambos se deram muito bem.

garotinha-despedida-cao-2
Jaden topava todas as brincadeiras de Lynn.

À medida que Lynn crescia, o amor também aumentava. As fotos registram momentos especiais da menina patinando ou andando de bicicleta ao lado de Jaden, seu guardião. Com certeza você irá dar muitas risadas ao ver Jaden vestido com as roupas de Lynn ou usando seus acessórios. Paciente, o cão adorava ficar junto a Lynn, topando todas as suas brincadeiras. Realmente, ambos eram inseparáveis.

Amigos inseparáveis.
Amigos inseparáveis.

 

Uma das últimas fotos de Lynn e Jaden.
Uma das últimas fotos de Lynn e Jaden.

Porém, o tempo foi passando e Jaden foi ficando velho. Aos treze anos, o animal estava surdo, praticamente cego e com poucas forças para se manter em pé e andar. A decisão de sacrificá-lo foi tomada após uma visita ao veterinário. Com o coração partido, Jeffrey comunicou a Lynn que era hora de o amigo partir. Jeffrey conta que a filha ficou devastada com a notícia. A eutanásia foi praticada em casa e Lynn teve a chance de dar um último adeus ao seu melhor amigo, fato registrado em fotos. Jaden partiu em 08/09/16, um dia após o sexto aniversário da garotinha. As lembranças capturadas nas belas imagens deixarão para Lynn memórias de um tempo muito feliz.

Lynn dando seu último adeus a Jaden.
Lynn dando seu último adeus a Jaden.

7 Comentários

Deixe um comentário
  1. Meu comentário é uma frase de Ariano Suassuna, no apogeu de sua experiência de vida:
    “Quem gosta de tristeza é o diabo.”
    Por favor me conte uma história alegre.

  2. Só porque o animal estava cego ,com problema de locomoção e surdo era motivo para sacrificá-lo?
    Não acho justo!
    Tenho um cão cego e com problema de locomoção e nem assim irei sacrificá-lo!

      • A minha cadelinha viveu até os 16 anos.. Ela estava ceguinha.,mas te digo uma coisa foi triste ver ela perdendo a força nas pernas caindo para os lados, eu não julgo essa família eu sofri muito vendo ela daquele jeito, deixando de ser brincalhona. Mas deus não deixou ela sofrer tanto e ela ta lá agora me esperando, louca de saudade.

    • Achei linda e sensível a sua resposta, não concordaria em hipótese alguma sacrificar o meu anjo de pelo,daria mais atenção e preencheria ele de amor, carinho, paciência e cuidados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *