Lola experimenta a sensação de dormir em uma cama quente depois de vários anos

A cadela foi resgatada depois de muito tempo negligenciada.

Oito anos vivendo presa em uma garagem escura e suja e ainda por cima dormindo no piso frio não fez da pit bull Lola uma cadela hostil e agressiva.

Lola foi salva por uma mulher que acionou a AMA Animal Rescue, uma organização protetora de animais que opera na região de Nova York. Os voluntários se dirigiram até o local e constataram a situação caótica da cadela. Para levá-la de lá tiveram que convencer o dono de Lola a liberá-la.

A cadela se mostrou satisfeita ao ver os voluntários e chamou a atenção deles o quanto ela balançava a cauda de faceira. Lola chegou a lamber seus novos amigos, talvez percebendo que a triste vida que levava finalmente chegara ao fim.

Os socorristas levaram Lola ao hospital veterinário Animal Kind. Lola era portadora de vários tumores que foram removidos por cirurgia. Após sua recuperação, a cadela ficou em uma casa de acolhimento até Charlène Von Saher conhecê-la e adotá-la. Lola ganhou uma nova família em Manhattan.

A cadela está há algumas semanas com sua nova mamãe e levou algum tempo para relaxar e aproveitar o bom da vida. Lola dormiu por muito tempo no chão frio. Quando ela descobriu que existia algo chamado “cama”, tudo mudou na sua vida. Além de relaxar em cima do travesseiro de Charlène, Lola gosta de repousar comodamente sobre o sofá. Aliás, rendeu boas gargalhadas à Charlène quando um dia ela chegou em casa e se deparou com sua filha dormindo sobre duas camas de cachorro. Foi a própria Lola quem empilhou sem ajuda de ninguém.

Os anos passados literalmente na escuridão fizeram com que Lola amasse o sol. Viver ao ar livre é um dos seus passatempos preferidos. Charlène está bem feliz com a evolução de Lola. Aliás, foi de Charlène que veio uma observação muito interessante.

Quando você adota um animal abandonado, está salvando dois deles, pois abre espaço para outro cão ser resgatado.

Pense nisso.

Um comentário

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *