10 Motivos para ter um Buldogue Inglês

Ele não é um cão de guarda, mas é um excelente companheiro. Confira alguns bons motivos para ter um buldogue inglês.

Quem decide ter um buldogue inglês corre apenas um risco: o de se apaixonar incondicionalmente por ele. E este é um risco grande, porque esta raça é muito manhosa e consegue seduzir com facilidade: a cara de pidão e o jeitão tranquilo – ele passa a maior parte do dia entre uma soneca e outra – fazem o charme destes pets.

motivos-bulldog-ingles-1

No entanto, ele não é pidão. Não é um daqueles cachorros que passa o tempo todo pedindo atenção e afagos. Quem trabalha em casa não precisa se preocupar: a mascote ficará no seu canto, provavelmente dormindo, até que seja “convocado” para uma atividade. A única coisa que pode atrapalhar são os roncos, que às vezes são muito altos.

O buldogue inglês por muitos é considerado um cachorro feio, já outros consideram lindo. Por outro lado, é um cão extremamente corajoso. A raça descende de cachorros usados no “esporte” de combater touros: o old english bulldog, muito semelhante aos cães atuais, apenas mais alto e ágil.

01 – Brincalhões, tranquilos e afetuosos

A braveza do buldogue inglês fica só na cara – ela é toda amassada. Os animais da raça são cães brincalhões e afetuosos. Apesar disto, ele não é um animal “bom de cama”: uma das razões para isto é o focinho: as narinas são abertas para cima, o que dificulta o resfriamento do ar e leva o buldogue inglês ao superaquecimento, reduzindo bastante o seu pique para atividades físicas, acasalamento incluído.

motivos-bulldog-ingles-3

02 – Passeios curtos, mas obrigatórios

O buldogue inglês tende a ser muito preguiçoso. Por isto, para evitar obesidade, problemas respiratórios e nas articulações, é necessário passear pelo menos duas vezes por dia com ele, que não gosta nem um pouco disto, motivo por que as caminhadas precisam ser curtas.

motivos-bulldog-ingles-5

É difícil encontrar um dono de buldogue inglês que não tenha ao menos uma história de empacamento para contar. Estes cachorros não fazem o tipo atlético: quem está procurando um companheiro para exercícios pode se esquecer da raça.

03 – Aprende rápido

O buldogue inglês é teimoso e possessivo. Por isto, não é indicado para adestramentos muito sofisticados. Mesmo assim, ele aprende rapidamente as tarefas básicas, como fazer as necessidades no local certo, apanhar bolinhas e coisas do tipo.

04 – Excelente para famílias com crianças

Mas, se ele não é atlético nem um especialista em demonstrações de truques, é um cachorro excelente para famílias com crianças, apesar de se adaptar com facilidade à vida em apartamento. Ele só não gosta das longas ausências dos donos.

05 – Muito sociável

Trata-se de um animal sociável e dificilmente mostra traços de agressividade. Mesmo com o porte avantajado (ou gordo, em bom português), o bulldog inglês não exige muito espaço: uma quitinete é mais do que suficiente para ele.

motivos-bulldog-ingles-4

06 – Raramente late

Uma cena muito rara é ver um buldogue inglês latindo. Apesar de ser bastante atento à movimentação ao redor, ele dificilmente sai latindo, o que é uma boa característica para quem tem vizinhos próximos. Os donos de buldogues ingleses costumam dizer que, se o mundo acabar, o pet só vai latir depois que tiver soado a última trombeta.

07 – Se adapta facilmente a diversos ambientes

O buldogue inglês se adapta facilmente a diversos ambientes e entende rapidamente que não pode subir no sofá ou aconchegar-se em uma almofada. Apesar disto, ele não é um cachorro de quintal. O pet precisa de companhia e, como tende a desenvolver doenças respiratórias, as mudanças de temperatura podem prejudicar bastante a saúde.

08 – Gosta de um chamego, mas…

Ele também não é um cachorro de colo, apesar de adorar um chamego. Um buldogue inglês pode chegar a 35 kg – portanto, não se presta a circular no colo do dono. Além disto, as articulações são relativamente frágeis, o que contraindica este tipo de transporte.

motivos-bulldog-ingles-2

09 – Não são agressivos, mas…

O buldogue inglês é um cão bastante bruto. Eles saltam sobre os donos, esbarram em móveis, derrubam objetos. Não são agressivos, mas podem se comportar como verdadeiros aríetes. Por isto, é melhor evitar o contato com bebês e pessoas com mobilidade reduzida.

10 – É um grande companheiro

O buldogue inglês é um grande companheiro para todos os membros da família (com exceção de bebês e idosos com dificuldades de locomoção), mas quase nunca se dá bem com outros cachorros. No íntimo, ele continua sendo um cão de luta – e outros animais podem ser encarados como adversários.

 Bulldog Inglês – Resumindo

O buldogue inglês é um excelente companheiro para famílias: ele se torna incondicionalmente apaixonado pelos donos. Não é atlético (corre pouco, quase nunca pula e poucos espécimes sabem nadar), exige companhia, tem dificuldades na reprodução e não se pode dizer que seja um cão obediente, mas esbanja na aparência e no charme.

Trata-se de um cachorro tranquilo, que late pouco, adapta-se a ambientes pequenos, aprende rapidamente o local certo para fazer as necessidades. É sociável com visitas e prestadores de serviços, apesar de ficar em “estado de alerta” com estranhos. Nem por isto, porém, pode ser classificado como um cão de guarda.

Uma última dica para ter um buldogue inglês: os cuidados com a pelagem são poucos, mas as dobras do rosto e ao redor da cauda devem ser limpas todos os dias, para evitar o acúmulo de impurezas. Depois do banho, ele precisa ser muito bem seco, para evitar dermatites.



Gostaria de receber histórias sobre cachorros no Facebook? Clique para curtir o Cães Online
Receba atualizações do Cães Online no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Também Recomendamos

Comente