Motorista flagrado com cadela presa no reboque do carro se apresenta à polícia

Paulo Leandro deu sua própria versão dos fatos.

O caso do carro puxando uma cadela amarrada em reboque, se tornou notícia na última semana em Timbó, Santa Catarina, segue dando o que falar. O aposentado Paulo Leandro foi até a delegacia de polícia da cidade para relatar o que aconteceu.

Segundo o homem, a cadela foi encontrada transitando pela rua, abandonada. Ele, então, achou que deveria acolhê-la e tentou colocá-la dentro do carro. A cadela, que seria brava, mostrou-se arisca. Esse foi o motivo, conforme Paulo Leandro, para tê-la amarrado no reboque. Foram 50 metros de caminhada. O animal apresentava uma infestação de larvas nas costas e com a ajuda de uma vizinha foi aplicado um medicamento. A cadela agora está na casa do aposentado em tratamento e bem guardada, afirmou ele, à disposição do dono. Ele salienta, ainda, que tem costume de resgatar animais abandonados.

O homem conta que ficou surpreso com a reação do guarda de trânsito Júlio Nardes, principalmente quando viu uma arma nas suas mãos. Contudo, a versão de Paulo Leandro é diferente da gravação feita por Júlio. Nela o aposentado afirma que a cadela é sua e está levando-a para casa. Não se tem, em nenhum momento, a impressão que o animal é bravo. As investigações prosseguem.

Assista a entrevista concedida por Paulo Leandro:

Via: oblumenauense.com.br

2 Comentários

Deixe um comentário
  1. Dá pra ver que o senhor está andando devagar sem nenhum dano ao animal. As pessoas estão ficando muito maldosas. Melhor fazer o que este senhor fez do que deixar o animal ao deus-dará, sem nenhum atendimento. Eu mesma morro de dó ao ver um animal abandonado, mas tenho medo de pegá-lo, até mesmo por ter doenças. Parabéns a esse senhor pela atitude, e ao policial; procure se informar melhor antes de abordar uma pessoa com uma arma em punho, até porque ele não estava correndo.

  2. Então, faz o seguinte, quando tu estiveres doente, deixa te amarrar no reboque de um carro para ir par o Hospital, anda 50 metros amarrado e veja se é legal ! …. Isso lá é forma de regatar um animal doente ? Se não tem condições de fazer, não faça. Chame que faz com responsabilidade, carinho e amor. História mal contada !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *