Você está aqui: Home > Dicas > O perigo da Berne para o cão!

O perigo da Berne para o cão!



As bernes provocam muitas dores e incômodo para o cão e precisam ser tratadas a tempo. Conheça mais sobre o assunto!

Você sabia que a berne pode prejudicar muito a saúde do seu cão? Ela é provocada por uma larva da mosca denominada Dematobia Hominis, que se desenvolve no tecido subcutâneo dos animais. Ela é mais comum em cães que vivem nos campos ou quintais e apresenta características típicas devido às feridas. A larva não se desenvolve no animal, ela simplesmente fica o tempo todo no lugar em que entrou.

O perigo da Berne para o cão!

A berne pode acontecer nos homens e animais, principalmente, nos bovinos e os caninos. É fácil reconhecer as feridas causadas pela larva, porque o aspecto é como de um nódulo subcutâneo com um orifício bem visível na camada superficial da pele. Ou seja, basta encontrar um caroço com a ponta um pouco esbranquiçada.

Muitas pessoas podem confundir a berne com bicheira, e uma das principais diferenças é que a bicheira conta com várias larvas que vão se desenvolvendo e se alimentando de tecido vivo, consequentemente, formam pequenos buracos visíveis na pele. A berne, pelo contrário, não se espalha e fica no lugar em que entrou no animal.

Devido ao desenvolvimento das larvas da berne, os cães vão ficando extremamente incomodados e sentindo muita dor, por isso, é essencial que elas sejam retiradas a tempo e o mais rápido possível. Para retirá-las do cão basta espremer com muito cuidado até que o pus seja eliminado por completo. Mas, este procedimento deve ser feito por um médico veterinário e não pelo dono do cachorro. Portanto, se suspeitar que o seu amigo está com feridas provocadas pela berne, leve-o ao veterinário para que ela seja tratada com segurança e rapidez. Se a pessoa resolver espremer e tentar retirar a berne, pode ser que ainda fique um pouco de larva e isso pode provocar infecções graves no cão ou mesmo surgir abcessos.

Para evitar a berne é imprescindível manter a higiene no ambiente em que o cão vive, por isso, as fezes devem ser retiradas várias vezes ao dia, o local em há urina deve ser lavado e o lixo de casa deve estar sempre fechado. Há medicamentos que podem ser administrados por via oral, que têm a eficácia de controlar a infestação de pulgas e o desenvolvimento de larvas, assim, pergunte ao veterinário qual o seu cão pode tomar.

No verão, as bernes são mais frequentes por causa do calor, por isso, as moscas devem ser combatidas de forma contínua nesta estação. Mas, elas podem aparecer em qualquer época do ano, assim, todo o cuidado é essencial e qualquer suspeita leve o cachorro ao veterinário.

GRÁTIS: Receba atualizações por Email:

Cadastre seu email e receba atualizações do Cães Online no seu e-mail. É grátis!

Faça o seu Comentário