Um brasileiro recicla pneus velhos e inclusive faz doações de camas para cães e gatos de rua.

Amarildo Silva, de 24 anos, é um morador de Campina Grande (PB), a cidade que realiza “o maior São João do mundo”. Ele deu um novo rumo à vida há pouco mais de um ano, quando largou o emprego formal para viver da arte. Entre as obras de arte, figuram camas para pets feitas com pneus usados.

O jovem conseguiu conciliar três objetivos: tornar-se um artista full time, colaborar para reduzir o impacto humano sobre o meio ambiente e colaborar com os animais de rua. Amarildo recicla pneus que, de outra forma, estariam poluindo ruas e mananciais.

Parte da produção é oferecida para os cães de rua de Campina Grande, que, com o apoio do jovem artista, têm agora onde dormir – ou apenas tirar uma soneca entre as muitas voltas que dão pelas ruas da cidade.

O projeto

Amarildo afirma que sempre gostou de usar materiais recicláveis em suas criações. Há alguns anos, começou a pesquisar na internet maneiras rápidas de ganhar dinheiro – o que recebia no emprego não era suficiente para as despesas.

O jovem ficou surpreso com as possibilidade de transformar o lixo – tudo aquilo que descartamos no dia a dia, mas que ainda tem utilidade. Amarildo se interessou principalmente pela reciclagem de pneus e pela possibilidade de transformá-los em arte.

O artista lembra que largar um emprego fixo e estável pela ideia de abrir o próprio comércio foi uma decisão complicada, mas avalia que valeu a pena correr o risco. Hoje, ele não apenas contribui para a preservação ambiental, mas também garante um rendimento mínimo mensal de R$ 2.000, que pode mais que duplicar, dependendo da demanda.

O artesanato em pneus – com técnicas encontradas online e outras desenvolvidas pelo próprio Amarildo – é responsável por 20 a 50 encomendas mensais, cujo preço final oscila entre R$ 50 e R$ 150.

Além das caminhas para animais de estimação, Amarildo também faz decorações de Natal, bonecos e ornamentos para jardins e parques infantis, sempre sem perder a dimensão da sustentabilidade. O jovem filosofa: “amar é reciclar quando muitos descartam”.

O sucesso do artesão está sendo notado. Ele já se apresentou, em 2018, no programa “É de Casa”, da Rede Globo de Televisão, ensinando os telespectadores a construir caminhas para os seus pets. O jovem não tem medo da concorrência.

Amarildo faz entregas em Campina Grande e em João Pessoa, a capital paraibana. O trabalho do artesão pode ser conferido e solicitado através das redes sociais – Amarildo mantém perfis atualizados no Facebook, no WhatsApp e no Instagram. Ele pretende abrir uma loja física na cidade e começar a atender clientes de todo o país.

O lado beneficente

O sucesso do empreendedor também despertou a necessidade de desenvolver algum tipo de serviço social. Amarildo optou por construir casas caprichadas para os cachorros e gatos de rua de Campina Grande.

A matéria-prima do trabalho do artesão é encontrada em borracharias e oficinas mecânicas da cidade e arredores. O material quase sempre é mantido armazenado a céu aberto, muitas vezes com água acumulada da chuva.

Os pneus assim estocados se tornam criadouros perfeitos para mosquitos, inclusive o Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças. Ao encontrar uma finalidade útil, o trabalho de Amarildo também reduz esses focos, o que garante mais saúde e qualidade de vida para a população local.

Clique aqui para acessar o Instagram do Amarildo!


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui