InícioNotíciasCachorra acorrentada tenta saltar da varanda em tentativa desesperada de se libertar

Cachorra acorrentada tenta saltar da varanda em tentativa desesperada de se libertar

Em uma tentativa de libertação, uma cachorra acorrentada tentou saltar da varanda do prédio.

Em um provável gesto de desespero, uma cachorra que estava acorrentada na varanda de um apartamento no Cairo, capital do Egito, tentou saltar pelo parapeito. O animal queria se desvencilhar: talvez do tédio, do abandono ou de maus tratos.

O animal estava literalmente acorrentado: a coleira que circulava o pescoço da cachorra estava presa a uma grossa corrente de metal, parcialmente enferrujada. Quase com certeza, a varanda do apartamento era o único local que ela conhecia.

As pessoas que passavam pelo local passaram momentos de grande ansiedade, porque a cachorra ficou presa, dependurada pela coleira. Muitos pressentiram o pior: o animal poderia se enforcar ou despencar da altura de três andares.

cachorra-acorrentada-tenta-saltar-da-varanda
CRÉDITOS: SNARR

A história de Bella

Ninguém sabe dizer quanto tempo a cachorra ficou presa na varanda, nem quanto tempo ela permaneceu dependurada, suspensa pela corrente. Bella estava em uma situação aflitiva e não teria forças para continuar respirando por muito tempo. Os transeuntes foram atraídos pelos gritos de dor e agonia da cachorra.

Bella, aliás, é o nome que os resgatadores deram à cachorra resgatada em condições tão difíceis. A imprensa local não conseguiu identificar o antigo dono, nem verificar o nome original do animal que vivia acorrentado na varanda.

Vencendo a imobilidade que tomou a todos naqueles momentos, um homem não identificado pela imprensa egípcia percebeu a aglomeração, avaliou o risco que a cachorra estava correndo e disparou na direção do prédio.

cachorra-acorrentada-tenta-saltar-da-varanda
CRÉDITOS: SNARR

Mas até que esta ajuda providencial finalmente chegasse, longas cinco horas se passaram. As testemunhas do acidente não sabiam o que fazer, estavam paralisadas. Felizmente, de alguma forma, o homem conseguiu entrar no apartamento a tempo de salvar Bella sem grandes danos físicos, apesar de já desfalecida pela insuficiência de oxigênio no sangue.

O herói do dia percebeu, no entanto, que a cachorra estava muito magra e os ferimentos no pescoço eram clara e tristemente visíveis. A esqualidez do animal contava em silêncio sobre um longo período de privações.

Além disso, ela estava confinada em uma varanda muito apertada e em péssimas condições de higiene. O homem compreendeu que não havia sido um acidente: o animal queria se livrar de uma vida de privação e sofrimento.

Era possível contar as costelas se destacando no dorso da cachorra. Não seria necessário ser muito perspicaz para entender que a cachorra havia tentando saltar porque estava desesperada, em um gesto drástico para se salvar da fome, da falta de limpeza e da negligência.

Resgate e adoção

A cachorra foi levada a um abrigo da ESMA – Egyptian Society for Mercy to Animals. A sede da entidade fica no Distrito de Gizé, a cerca de 300 quilômetros do Cairo. As leis do país não preveem punições para donos de animais que negligenciam os seus pets.

cachorra-acorrentada-tenta-saltar-da-varanda
CRÉDITOS: SNARR

Mesmo assim, o animal foi confiscado e a posse e guarda, retirada. Bella foi socorrida, avaliada e tratada pelos colaboradores da ESMA e rapidamente recuperou a saúde e a confiança que todos os cachorros depositam nos humanos, mesmo depois de terem sido vítimas de maus tratos, abandono e negligência.

A entidade egípcia contou com o auxílio da SNARR – Special Needs Rescue and Rehabilitation -um grupo de resgate internacional, com sede nos EUA, para divulgar o caso e localizar possíveis candidatos à adoção de Bella.

A SEMA e a SNARR trabalham em cooperação há várias décadas. Os ativistas dos direitos dos animais egípcios costumam apelar para a entidade internacional em casos nos quais os animais resgatados foram vítimas de maus tratos muito severos.

Alguns meses depois, Bella encontrou um novo lar, bem distante do Cairo. Inicialmente, ela foi levada para um lar provisório em Massachusetts, no nordeste dos EUA. Bella nunca sonhou, em toda a sua vida, em voar para tão longe.

Depois de ser recebida em solo americano e ter a documentação organizada, Bella foi finalmente adotada por uma família de Houston, no Texas (sul do país) e hoje vive em uma casa com um grande quintal – talvez não tão grande, mas muito maior do que a varanda suja que, durante muito tempo, foi o “mundo” da cachorra.

Depois de sofrer nas mãos de um dono irresponsável e negligente, a cachorra foi acolhida por tutores carinhosos e responsáveis. A cachorra ganhou inclusive um irmão de quatro patas, com quem está dividindo as alegrias de uma vida saudável.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações