Cachorra finge que está abandonada para receber carinho de pessoas que passam na rua

Por: em

Esta cachorra finge que está perdida para receber carinho de estranhos que passam na rua. 

Harper é uma simpática cachorra que vive em Long Beach, na região metropolitana de Los Angeles, na Califórnia (costa oeste dos EUA). Ela vive com a família em Belmont Heights, bairro na zona sudeste da cidade, mas nunca quer entrar em casa: o motivo é que ela aplica golpes para receber carinho. 

Seguir Cães Online no Facebook

Os estranhos que passam na rua não resistem ao rostinho triste de um animal aparentemente perdido. Harper repete o golpe tantas vezes que os tutores decidiram fazer um alerta para os transeuntes que se preocupam com ela. 

cachorra-aplica-golpes-em-estranhos-para-receber-carinho
CRÉDITOS: ALYSON AGUERREBERE

Harper e os golpes 

Alyson Aguerrebere foi uma das vítimas de Harper. Ela contou ao site The Dodo, especializado em histórias sobre pets, que estava correndo no calçadão, quando avistou uma cachorrinha branca. Ela não tinha coleira nem identificação. 

A moradora de Long Beach ficou preocupada. A cachorra estava na rua, aparentemente sozinha, poderia facilmente ser sequestrada ou sofrer um acidente. Enquanto Alyson se aproximava, Harper começou a encará-la, parecendo aflita. 

Somente quando chegou perto é que Alyson conseguiu visualizar o alerta: uma grande placa presa a um hidrante na esquina, informando: “Eu sou Harper. Eu vivo aqui. Eu finjo que estou perdida para você parar e fazer carinho em mim”. 

Mas Harper não sabe ler e não faz ideia do que o cartaz, que traz a foto dela, diz. Quando Alyson chegou perto, a cachorra se aproximou e tentou aplicar o golpe mais uma vez. E, mais uma vez, deu certo: é impossível não acariciar um cãozinho aparentemente desprotegido. 

cachorra-aplica-golpes-em-estranhos-para-receber-carinho
CRÉDITOS: ALYSON AGUERREBERE

Harper sempre consegue o que quer. Alyson Aguerreberre se sentiu apaixonada, parou, sentou-se no chão e passou alguns minutos acariciando a cachorra, que sempre se mostra dócil – ela chega a oferecer a barriga para os afagos. 

A história de Harper 

A cachorrinha branca tem três anos e foi adotada por uma família amorosa, que a encontrou ainda filhote em um abrigo para animais abandonados. A entidade informou para os adotantes que se tratava de um galguinho italiano, mas Harper não corresponde à descrição da raça. 

Aparentemente, a peluda acredita que tem direito a muito mais doses de carinho do que as oferecidas pela família. Ela gosta de passar as manhãs no jardim da casa, mas aprendeu a saltar a cerca e ficar na calçada. 

cachorra-aplica-golpes-em-estranhos-para-receber-carinho
CRÉDITOS: ALYSON AGUERREBERE

Ela espreita os transeuntes e usa sempre o mesmo truque: faz carinha de desprotegida, abana o rabo timidamente e espera a aproximação. A família, responsável pela placa de alerta, fez uma página para Harper nas redes sociais, que está repleta de fotos de estranhos que interrompem o que estão fazendo para acariciar a cachorra. 

Os tutores garantem que Harper é bem tratada, brinca e passeia diariamente, recebe todos os cuidados básicos e está sempre debruçada sobre alguém. Ela gosta muito do jardim – e provavelmente também chantageia os parentes, para que a deixem sair. 

Do jardim, ela salta rapidamente para a calçada e repete os truques. Felizmente, a única coisa que Harper é capaz de roubar é o coração das pessoas que passam. A tutora a “resgata” várias vezes por dia, obrigando-a a entrar, mas rapidamente ela dá um jeito de repetir o que mais gosta de fazer: pedir carinho. 

Durante o dia, a tutora tenta “salvar” os passantes dos ataques de carência afetiva de Harper. O cartaz, na verdade, é uma advertência: há uma cachorra irresistível nas proximidades. Mas os estranhos que conhecem a peluda parecem não se incomodar com a estratégia. 

Na verdade, Harper ajuda a melhorar o dia de todas as pessoas que passam em frente à casa em que vive com a família. Muitos moradores de Belmont Heights conhecem a cachorra e fazem questão de passar pela calçada, mesmo que isto signifique aumentar o caminho para o trabalho ou a escola. 

Entre os fãs de Harper, está Alyson Aguerrebere. Depois do primeiro encontro, em que a cachorra pediu carinho, rolou de barriga para cima e até apoiou a cabeça em seu peito, a jovem moradora de Long Beach está apaixonada e faz questão de passar pela calçada sempre que pode. Ela declarou ao The Dodo: 

“Eu a amo muito. Ela transforma completamente os meus dias, sempre que nos encontramos.” 

Long Beach é uma cidade tranquila, em que os carros trafegam lentamente, já que muitas crianças e animais brincam nas ruas. Mesmo assim, é importante que a tutora fique de olho na cachorra, para evitar acidentes. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News