Cachorra que passou toda vida em um abrigo se consola em uma pilha de brinquedos

Sem uma família, esta cachorra se consola apenas com uma pilha de brinquedos que ganhou.

Bella é uma cachorra sem raça definida que está abrigada no Ashley Heath Animal Center há dois anos – praticamente, toda a vida da peluda. Até o momento, ninguém se interessou em adotá-la e, por isso, ela se consola distraindo-se com uma pilha de brinquedos.

O canil faz parte da RSPCA – Royal Society for Prevention of Cruelty to Animals, uma associação da Inglaterra e País de Gales que promove o bem-estar dos animais de estimação. Ashley Heath é uma pequena vila no Condado de Dorset, no sul da Grã-Bretanha, banhada pelo canal da Mancha.

cachorra-de-abrigo-se-consola-com-uma-pilha-de-brinquedos
RSPCA

Uma história triste

Em Ashley Heath, Bella tem uma vida confortável. Todos os funcionários do abrigo tentam mantê-la tranquila e feliz, na medida do possível, mas é evidente que ela precisa de uma casa e de uma família.

A cachorra foi abandonada ainda filhote. Ela chegou a conviver com uma família humana por um curto período, mas foi devolvida ao abrigo sob a alegação de que não conseguia se socializar e interagir positivamente com os outros cachorros da casa.

receita de pavê napolitano
cachorra-de-abrigo-se-consola-com-uma-pilha-de-brinquedos
RSPCA

A RSPCA atua na proteção animal há mais de uma década e especializou-se em reabilitar e ressocializar cães e gatos de estimação. Em dois anos, Bella fez muitos progressos e estabeleceu uma convivência tranquila com os outros animais de Ashley Heath.

De acordo com Hannah Hawkins, consultora de comportamento e bem-estar do abrigo, Bella ainda não consegue confiar totalmente em outros cães e carece de habilidades de socialização, em função do histórico de vida, especialmente as experiências nos primeiros meses.

A equipe de Ashley Heath acredita que a família que ficou com Bella por um curto período acabou reforçando as características de isolamento e dominância da cachorra. Provavelmente, ela ficou presa durante algum tempo e isso só piorou ainda mais a dificuldade de interação.

cachorra-de-abrigo-se-consola-com-uma-pilha-de-brinquedos
RSPCA

No abrigo, Bella se consola com uma pilha de brinquedos – ela prefere os objetos ao convívio com outros peludos. Mesmo assim, a cachorra tem especial predileção por bichos de pelúcia, o que pode indicar que ela tem instintos maternais, que podem ser trabalhados.

Quando Bella foi devolvida ao abrigo, ela ficou extremamente frustrada. Os voluntários e especialistas fizeram um trabalho intenso com a cachorra, que evoluiu bastante. Ela já aceita a companhia de outros pets, apesar de preferir ficar com humanos – e com os seus brinquedos.

A pilha de brinquedos, aliás, é uma estratégia da equipe do abrigo. Bella não pode conviver com os funcionários o tempo todo – os cães e gatos permanecem boa parte do tempo em seus cubículos, para facilitar a organização no dia a dia.

cachorra-de-abrigo-se-consola-com-uma-pilha-de-brinquedos
RSPCA

Sem amigos humanos por perto, a cachorra acaba se consolando com os brinquedos, que faz questão de arrumar em uma grande pilha, sobre a qual se deita. Com a atividade, Bella fica ocupada e mantém o equilíbrio emocional, enquanto espera uma oportunidade de adoção.

Um ursinho Pooh de pelúcia é o brinquedo preferido de Bella. Ela o arrasta por toda a parte, mesmo quando sai para o gramado, para os banhos diários de sol. À noite, ela se aconchega ao urso para garantir um bom sono.

Bella tem dezenas de brinquedos em seu cubículo e adora arrumá-los e empilhá-los. É a maneira que encontrou para atenuar a sensação de solidão. Apesar do tamanho (trata-se de uma cachorra de porte médio para grande), ela parece muito frágil e dócil quando está aconchegada.

cachorra-de-abrigo-se-consola-com-uma-pilha-de-brinquedos
RSPCA

O Ashley Heath dá preferência a famílias formadas apenas por adultos, para a adoção de Bella. Apesar de não ser agressiva, a cachorra é dominante e persistente. Ela também gosta de brincar de forma um pouco intensa demais, o que pode ser prejudicial para crianças.

A cachorra já teve de superar a ansiedade de separação e a angústia do abandono. Por causa do tamanho, o ideal é que a casa que possa recebê-la tenha espaço suficiente: um quintal onde Bella possa correr e brincar seria um sonho para ela.

Apesar dos limites para a adoção impostos pelo Ashley Heath, a equipe sabe que a família de Bella está por aí, em algum lugar. Por isso, os funcionários são incansáveis em apresentar a cachorra no site oficial da forma mais atraente possível.

Enquanto Bella espera um tutor (ou tutores), ela se contenta com a sua pilha de brinquedos. Olhando as fotos, qualquer um pode perceber que ela é um pet especial, só precisa de alguém responsável e amoroso.

Postagens Relacionadas