Cachorra viu 941 animais serem adotados, enquanto espera na fila por sua vez

Por: em

Em um abrigo inglês, a cachorra espera para ser adotada, vendo centenas de animais ganharem uma família. 

Na ficha de adoção publicada pela Bath Dogs & Cats Home, em Bath (sudoeste da Inglaterra), Sue é descrita como “uma cadela lurcher de quatro anos, que não se dá muito bem com crianças nem outros animais de estimação”. Talvez por isso, Sue permanece na fila de adoção há mais de quatro anos – e já viu 941 colegas serem adotados, enquanto espera a vez. 

“Lurcher” é o termo genérico usado pelos ingleses para designar cães de caça sem raça definida, geralmente mestiços de galgos (como os whippets e os salukis), desenvolvidos para a caça. Os lurchers são ágeis e velozes. Na descrição, consta ainda que Sue é carinhosa, brincalhona e um pouco desengonçada. 

A história de Sue 

A cadela chegou à Bath Cats & Dogs Home em agosto de 2017, quando ainda era filhote. Sue se adaptou rapidamente, assimilou os comandos básicos e aprendeu alguns truques: por exemplo, ela sabe dar a pata e consegue diferenciar a mão esquerda da direita. 

Ela é muito brincalhona e, como todos os galgos, adora correr. Estas raças foram desenvolvidas para a caça de coelhos e lebres, mas também de animais maiores, como cervos e javalis. Sue, além de ágil, é forte e bastante resistente. 

A equipe do abrigo considerou que a estada de Sue seria muito breve. Ela tinha características desejadas pelos candidatos à adoção: fêmea, filhote, resistente e rústica, mas muito brincalhona e amorosa, especialmente com adultos – a cadela parece não fazer ideia do seu porte e, por isso, não deve permanecer com crianças pequenas sem supervisão. 

A previsão dos voluntários, no entanto, estava errada. A cachorra já amarga mais de quatro anos por uma família humana, viu centenas dos seus colegas serem escolhidos, alguns deles com histórias bem mais tristes de abandono, negligência e maus tratos. 

No início de 2018, Sue teve a chance que esperava e foi adotada. A família que a recebeu, no entanto, devolveu-a poucos dias, alegando que a cadela não se adaptou à casa: era muito bagunceira e destrutiva. Talvez tenha faltado um pouco de paciência a esses humanos. 

A diretora do abrigo, Rachel Jones, publicou um comunicado sobre Sue no site do abrigo:

“Não conseguimos entender por que Sue ainda não foi realocada. Todos nós a adoramos, ela é ótima companheira para longas caminhadas e muita amorosa com a equipe, mas queremos que ela encontre a sua própria casa”. 

O abrigo é muito respeitado entre tutores de animais de estimação e entidades de defesa dos direitos dos animais. Tanto assim que recebe, trata, reabilita e realoca cerca de 250 cães e gatos a cada ano. O desinteresse de Sue continua sendo um mistério. 

Em agosto de 2021, Sue foi a principal atração de uma reportagem do ITV News West Country, um noticiário transmitido no horário nobre para todo o sudoeste e oeste da Inglaterra. A cachorra apareceu com uma focinheira nas imagens – e muitos internautas avaliaram que a proteção, que passa a impressão de agressividade e violência, não ajudava em nada a encontrar uma nova família. 

Mas Sue não é um animal agressivo. Rachel Jones respondeu aos internautas que a focinheira é apenas uma proteção necessária para a condução de cães de porte médio ou grande. A diretora do abrigo reafirmou que a cadela é doce e inteligente, que às vezes pode ficar superexcitada. 

O ideal, para Sue, é encontrar tutores firmes e experientes, que possam dar continuidade ao treinamento de obediência. Por outro lado, a cachorro é muito amigável e adora aninhar-se no sofá, ao lado dos guardiães. Ela é muito sociável, gosta de fazer novos amigos. 

Cachorra viu 941 animais serem adotados, enquanto espera na fila por sua vez
FACEBOOK/ BATH CATS AND DOGS HOME

Seja como for, a cachorra se tornou uma espécie de garota-propaganda da Bath Cats & Dogs Home. Sue aparece em diversos vídeos, no site e nas redes sociais, ajudando a promover a imagem do abrigo. Enquanto isso, ela continua observando os amigos serem adotados – e esperando a chegada do grande dia. 

Enquanto isso não acontece, a cachorra espera no abrigo, onde está muito bem adaptada. Ela fez amizade com todos os funcionários da Bath Cats & Dogs Home, recebe atenção e cuidados, mas, mesmo assim, Sue merece ter uma família para chamar de sua: um lar perfeito, em que ela possa viver tranquilamente pelos próximos dez anos. Ou mais.