Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente

Por: em

Ela estava aprestes a ser sacrificada, quando uma internauta a descobriu e apaixonou-se por ela. 

Uma cadela magra e maltratada foi recolhida, no começo de 2021, pelo controle de animais do Sul da Califórnia (EUA), enquanto vagava abandonada pelas ruas. Ela não conseguia encarar o pessoal do resgate e, quando o fazia, viam-se olhos tristes e desiludidos. Por pouco, ela não foi sacrificada, mas acabou passando por uma transformação surpreendente. 

Seguir Cães Online no Facebook

A história de Clementine, uma cadela sem raça definida, serve de incentivo e inspiração para muita gente. Logo que foi resgatada, a equipe do abrigo verificou as condições de saúde e concluiu que ela não resistiria. A decisão foi pela eutanásia. 

Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente
FACEBOOK/ CHELSEA ELIZABETH COSSAIRT

A adoção 

Clementine foi encaminhada ao Ginger’s Pet Rescue. Mesmo considerando as poucas chances da cachorrinha, a entidade postou fotos da cachorrinha em seu site e nas redes sociais: Clementine estava muito doente, mas não havia motivo para deixar de ter esperanças. 

No entanto, passaram-se alguns meses e ninguém parecia se interessar pela cadela, a situação parecia confirmar o parecer dos veterinários, que indicaram a eutanásia como procedimento mais indicado para aliviar o sofrimento de Clementine, 

Uma internauta encontrou as imagens da cachorrinha: a bióloga Chelsea Elizabeth Cossairt, de Seattle (Washington, EUA) viu as fotos, compadeceu-se de Clementine e entrou em contato com o pessoal do Ginger’s Pet. 

Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente
FACEBOOK/ CHELSEA ELIZABETH COSSAIRT

Chelsea enviou uma mensagem no Facebook e quase imediatamente recebeu um telefonema do abrigo. A equipe de resgate quase não conseguia acreditar que alguém tinha interesse em adotar Clementine e tratar dos seus traumas e ferimentos. 

Chelsea contou ao The Dodo, que a voluntária do Ginger’s Pet havia afirmado: “Das centenas de solicitações que recebemos nas semanas anteriores, nenhuma foi para a Clementine”. 

A voluntária explicou rapidamente para a adotante em potencial, ainda no telefone, sobre as condições da cachorrinha. Clementine tinha uma longa batalha pela frente, e nada garantia a recuperação. Mas Chelsea estava disposta a fazer qualquer coisa para ajudar o animal abandonado. 

Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente
FACEBOOK/ CHELSEA ELIZABETH COSSAIRT

Chelsea foi pessoalmente ao abrigo, para conhecer a cachorrinha. No primeiro contato entre as duas, ficou claro para a nova tutora que Clementine nunca havia conhecido uma família verdadeira. Na entrevista, Chelsea declarou: 

“Ela tremia o tempo todo, tinha pavor de gente e nunca encarava. Clementine se escondia de todos e passou muito tempo sentada junto à parede, de costas para mim e para os voluntários do Ginger’s Pet Rescue.” 

A cachorra tinha os olhos vazios e distantes. Ela nunca olhava para os humanos e baixava a cabeça quando alguém a tocava ou simplesmente se aproximava. A negligência e os maus tratos haviam feito um bom trabalho em Clementine, que exibia todos os traumas sofridos. 

Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente
FACEBOOK/ CHELSEA ELIZABETH COSSAIRT

Mas, se a cachorrinha entrava em pânico na presença de humanos, ela encontrava conforto junto aos outros cães do abrigo. Sempre que podia, ela escapava para se esconder entre os outros peludos do Ginger’s Pet. 

Chelsea observou um vislumbre de alegria na cachorrinha. Ela parecia satisfeita quando corria com os outros animais pela casa e pelo quintal. Mesmo muito fragilizada, a cadela exibia sinais de que queria fazer parte de um bando. 

A bióloga decidiu adotar Clementine. No caminho de volta para Seattle, a cadela manteve-se quase imóvel na gaiola de transporte, mal dando sinais de vida. A situação perdurou por algum tempo, mas, depois de muitas visitas ao veterinário e de muito esforço de Chelsea, a cadelinha começou a passar por transformações surpreendentes. 

Cachorrinha de abrigo que não queria olhar para ninguém passa por transformação surpreendente
FACEBOOK/ CHELSEA ELIZABETH COSSAIRT

Clementine respondeu de forma positiva ao tratamento para eliminar as infecções e alergias. Começou a se sentir um pouco melhor, criou coragem para explorar a casa nova, parou de tremer e até ensaiou alguns olhares para os tutores Chelsea e Zachary Cossairt. 

Ao fim de sete meses, a transformação de Clementine está completa. Agora, a cachorrinha não desvia mais o olhar. Ao contrário: a tutora disse que “ela adora olhar profundamente em nossos olhos enquanto a acariciamos, é muito atenciosa quando falamos com ela”. 

Clementine ainda desconfia de estranhos – ela se esconde sempre que chegam visitas à casa da família. Às vezes, ela se assusta com movimentos bruscos. A tutora, no entanto, garante que ela superou a pior parte e está pronta para seguir em frente, olhando com amor para os tutores, os amigos e um irmão de quatro patas. Uma transformação surpreendente. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News