Cachorrinho compartilha com seu amigo gato um momento de observação de pássaros

Por: em

Um cachorro e seu melhor amigo gato passam as tardes observando pássaros na janela

Quando Lisa Olsen Plummer adotou Bo, um filhote de beagle, ela não sabia qual seria a reação de Jasper, um velho gato preto da família. Bo era naturalmente tímido e medroso, especialmente na presença do bichano, que também se mostrou cauteloso: ele precisava descobrir se poderia confiar em um cachorro. 

Seguir Cães Online no Facebook

A tutora mora em North Liberty, uma cidade de menos de dois mil habitantes em Indiana, no cinturão da manufatura dos EUA. A região, a poucas dezenas de quilômetros dos Grandes Lagos americanos, é bastante pacata e guarda muito da natureza ainda intocada. 

Hoje, cachorro e gato são os melhores amigos. Eles passam boa parte do dia juntos e uma das coisas que Bo e Jasper gostam de fazer é observar os pássaros. Todas as tardes, eles ficam em silêncio na janela, com os olhos colados no céu. 

cachorro-e-gato-se-tornam-observadores-de-passaros

Bo e Jasper 

Nos primeiros dias de convivência, Lisa chegou a concluir que o cachorro e o gato jamais iriam se dar bem. Jasper, veterano da casa, até tolerava a presença do novo irmão não solicitado, mas Bo era tímido demais para interagir com um gato dominante. 

O beagle ficava sempre escondido, enquanto o gato sem raça definida se dava ares de importância e preferia ignorar o filhote. Mas as aparências enganam: a tutora nunca poderia prever a amizade que os dois peludos desenvolveram a partir de uma antipatia mútua aparentemente incontrolável. 

Contudo, certo dia, em um fim de tarde ensolarado, Lisa voltou para casa e foi surpreendida por uma cena tocante: Bo e Jasper estavam sentados juntos no sofá da sala. O braço do cachorro estava pousado nas costas do gato e os dois observavam o céu tranquilamente, como se já fosse um hábito antigo. 

cachorro-e-gato-se-tornam-observadores-de-passaros

A tutora conseguiu filmar algumas imagens da dupla olhando pela janela para os pássaros, que àquela hora, se preparavam para retornar para os seus galhos e ninhos, depois de um longo dia de aventuras. O vídeo, postado no portal Viral Hog, viralizou rapidamente, atingindo mais de 200 mil internautas. 

Para não haver dúvidas sobre a consistência desta amizade: em determinado momento do vídeo, o gato pula e sobe no encosto do sofá: Bo imita o gesto do irmão e volta a colocar o braço sobre os ombros de Jasper. 

Na postagem do Viral Hog, a tutora afirma que ficou muito empolgada com o belo momento de união, em que Bo e Jasper demonstram o amor que sentem um pelo outro. Ele diz querer que “as pessoas desacelerem, vivam e amem no momento e com quem você está”. 

cachorro-e-gato-se-tornam-observadores-de-passaros

Não é preciso dizer que, desde então, Bo e Jasper nunca deixam de demonstrar afeto – e continuam observando pássaros na janela sempre que podem. Mas a tutora diz que a amizade nem sempre é um mar de rosas: “eles se instigam e pegam duro um com o outro, às vezes é necessário separá-los”. Em pouco tempo, no entanto, os dois já estão juntos novamente. 

Gatos e cachorros brigam mesmo? 

Não se pode dizer exatamente que cachorros e gatos estejam fadados a brigar sempre. O que acontece é que são duas espécies diferentes, reunidas em um ambiente social por uma terceira espécie: o Homo sapiens

cachorro-e-gato-se-tornam-observadores-de-passaros

Os cachorros e os gatos não escolheram estar juntos, mas nem por isso são inimigos. As brigas homéricas são mais frequentes nos desenhos animados (e até em alguns vídeos que circulam na internet) do que na natureza. 

Os gatos são mais “selvagens” do que os cachorros, que convivem há muito mais tempo com os humanos. Os cães são animais gregários (vivem em bandos, assim como os lobos, seus ancestrais). Os gatos machos tendem a ser solitários, enquanto as fêmeas organizam grupos que controlam territórios relativamente grandes – daí a propensão das gatas a serem territorialistas: elas gostam de mandar. 

Em casa, os gatos tendem a dominar, como se fossem os proprietários, enquanto os cachorros se satisfazem sendo submissos aos humanos. Gatos podem tentar monopolizar a atenção dos tutores – e isso certamente gera brigas, motivadas por ciúmes. 

cachorro-e-gato-se-tornam-observadores-de-passaros

Os gatos muito mimados tendem a não aceitar outros animais em casa: eles se acostumam na condição de filhos únicos. Isso também pode acontecer com os cachorros. Além disso, os cães criados no quintal, com pouca interação, tendem a ser mais agressivos e, se um bichano aparecer, eles encararão como “invasão”. Mesmo que eles convivam com um gato, tendem a encarar os “estranhos” como presas. 

De qualquer forma, com o passar do tempo, a maioria dos cães e gatos criados na mesma casa tendem a se encarar como “membros da família”. Quase sempre – como é o caso de Bo e Jasper – eles se tornam inseparáveis. Seja como for, toda amizade tem uma boa dose de “briga de cães e gatos”.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News