Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

Por: em

Sempre que um colega de abrigo morre, este cachorro se debruça na sepultura e chora

Um golden retriever de três pernas chama a atenção dos visitantes do Horse Creek Sanctuary, instalado em Mineral Bluff, uma pequena comunidade no norte da Geórgia (EUA). O cachorro vive há anos no refúgio e, toda vez que um colega morre, ele se dispõe a acompanhar o enterro e sempre chora na sepultura. 

Seguir Cães Online no Facebook

O Horse Creek é um refúgio animal e santuário da vida selvagem bastante conhecido nos EUA. O local recebe animais de diversas espécies, inclusive cachorros abandonados. Parte deles não encontra uma nova família e passa a vida inteira por lá. 

Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

O santuário, instalado em uma área de dois mil hectares na fronteira entre a Geórgia e o Tennessee, promove a adoção de milhares de cães (entre outros animais) todos os anos. Alguns, no entanto, não encontram uma nova família. Sempre que um desses peludos se transforma em estrelinha e ascende ao céu dos cachorros, o golden retriever lamenta a ausência e chora sentido na sepultura. 

Tricycle 

O nome do cachorro é sugestivo e autoexplicativo: Tricycle (triciclo) perdeu uma das pernas enquanto vivia nas ruas. Ele foi atropelado e não foi possível salvar o membro ferido. Levado para o Horse Creek, o golden retriever não encontrou interessados em adotá-los. 

Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

Mas, apesar da deficiência física de que é portador, Tricycle é bastante ágil e está sempre correndo e saltando pelas áreas livres do santuário. Ele faz amizade rapidamente com todos os recém-chegados, raramente se envolve em brigas e desenvolve verdadeiras amizades. 

Tão verdadeiras que o cachorro não suporta perder os amigos, quando eles encerram a jornada no planeta. Tricycle permanece junto aos restos mortais, acompanha o enterro e chora a perda dos colegas. Ele realmente fica arrasado. 

Tricycle foi acolhido há vários anos no santuário e parece se considerar em casa nas dependências de Horse Creek. Ele conhece todos os funcionários e acolhidos, interage com os visitantes e gosta de enturmar os novatos na rotina do abrigo. 

Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

Quando ocorre uma morte – a consequência mais natural da vida – Tricycle lamenta, da mesma forma que nós, humanos, quando perdemos uma pessoa querida. Ele evita brincadeiras enquanto os restos mortais estão sendo preparados para o enterro e pranteia os colegas. 

O choro 

A tradição de honrar os mortos teve início há quatro anos, de acordo com Lester Aradi, chefe de polícia aposentado e atual proprietário do Horse Creek. Lester e a esposa perceberam que Tricycle tinha chorado quando eles enterraram Major, um dos cães abrigados. 

Major era muito tímido, não interagia com os animais do santuário e sempre se escondia nos dias de visita, quando Horse Creek abre as portas para pessoas que queiram conhecer os animais ou simplesmente desfrutar de um dia em contato com a natureza. 

Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

Quando Major foi levado por voluntários de um serviço de resgate de cães da Geórgia, Tricycle fez de tudo para ambientar o novo amigo. O golden retriever o protegeu e até se aninhou com ele nas primeiras noites, para mantê-lo aquecido. 

Lester e a esposa souberam posteriormente que Major não era um cão de rua. Ele havia sido retirado da guarda de uma família, depois que as autoridades locais receberam diversas denúncias de maus tratos e negligência. 

O choro foi percebido não apenas depois que Major morreu. O proprietário encontrou Tricycle no dia seguinte, no cemitério de Horse Creek, em uma pose bastante solene. O cachorro realmente estava chorando, demonstrando a saudade que sentia do amigo. 

A cena naturalmente tocou o coração de Lester e da esposa. Eles decidiram fotografar o cachorro e as imagens de Tricycle chorando no túmulo foram postadas no Facebook do santuário. Rapidamente, milhares de internautas compartilharam a publicação. 

Cachorrinho de três patas chora na sepultura sempre que um colega do santuário morre

Depois desta primeira cena. O golden retriever foi visto com a mesma atitude no enterro de Trixie, uma alpaca de 21 anos que vivia no santuário. Tricycle realmente vivencia o luto quando os seus amigos perdem a vida, mesmo que seja depois de uma longa velhice. 

A situação se repetiu diversas vezes, com lhamas, alpacas, cavalos e cachorros, que passaram os últimos anos de vida em Horse Creek. Alpacas e lhamas não são ativas da América do Norte; por isso, quando são encontradas, devem ser encaminhadas a zoológicos ou santuários. 

Já os cachorros e cavalos do abrigo, em maioria, são portadores de deficiências e doenças, ou simplesmente muito velhos. Com poucas chances de adoção, eles passam boa parte da vida no Horse Creek e acabam estabelecendo vínculos afetivos fortes. 

O proprietário, que defende uma “despedida digna” aos animais que morrem no santuário. Os restos mortais são enterrados em uma parte do terreno (chamada cemitério), onde posteriormente são plantadas árvores frutíferas – “é uma forma de continuar o ciclo da vida”, diz o proprietário. 

É uma espécie de pomar, o qual Tricycle faz questão de visitar, especialmente quando os amigos são levados à “última morada”. Lester afirmou, no Facebook, que ele costuma demorar-se por um dia ou dois, sempre que um corpo é levado à sepultura. 

Tricycle estabelece relações pessoais com cada animal abrigado no santuário e, quando um deles morre, ele realmente se emociona e chora a perda. Este golden retriever prova que os animais também têm sentimentos – mais um motivo para garantir uma vida digna a todos, domésticos ou silvestres. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News