[VÍDEO] Cachorro é flagrado roubando bichinhos de pelúcia

Ele é reincidente: é a segunda vez que este cachorro é flagrado tentando roubar bichos de pelúcia.

As câmeras de segurança de uma loja em uma pequena cidade do interior paulista flagraram a ação de um cachorro tentando roubar bichos de pelúcia. De acordo com a proprietária, Damaris Rodrigues, é a segunda vez que o peludo é pego em flagrante.

O cenário para este crime é Coroados , no noroeste da São Paulo. No último mês de março de 2022, o cachorro foi flagrado duas vezes tentando subtrair bichinhos de pelúcia da loja.

O “crime”

Em apenas uma semana, nos dias 26 e 30.03, o cachorro entrou sorrateiramente na loja, procurando não ser visto por nenhum humano. Nas duas ocasiões, o objetivo era o mesmo: roubar bichos de pelúcia.

cachorro-e-flagrado-roubando-bichinhos-de-pelucia

De acordo com Damaris, o cachorrinho sempre circula pela entrada da loja, que vende roupas infantis e brinquedos, e ela não percebeu a tentativa de roubo. No dia do primeiro “crime”, a proprietária não percebeu a ação do “meliante”.

Mais tarde nesse mesmo dia, observando as imagens gravadas pelas câmeras de segurança, a dona da loja viu que o cachorrinho estava tentando alcançar alguma coisa nas gôndolas, mas, mesmo assim, não imaginou que pudesse se tratar de um “roubo planejado”.

Um amigo de Damaris encontrou o brinquedo na rua, recolheu-o e resolveu perguntar se era um artigo vendido na loja. Só então a proprietária uniu os pontos. Na gravação, o cachorrinho passa por trás de clientes e vendedores.

Ele se dirige à prateleira dos brinquedos, onde estavam os bichinhos de pelúcia. E, como um deles acabou sendo encontrado em uma calçada perto da loja, ficou fácil compreender que o cachorrinho queria um brinquedo diferente para se divertir.

Dias depois, o peludo resolveu arriscar as chances mais uma vez, mas desta vez a proprietária estava atenta. Ele tentou o roubo novamente, mas acabou desistindo da ação e fugindo da loja sem levar nada.

O vídeo das duas tentativas foi parar nas redes sociais de Damaris e foi visualizado por milhares de internautas. A “ação criminosa” do cachorrinho chamou a atenção da imprensa local, que entrevistou a dona da loja e tentou encontrar o tutor, sem sucesso.

Como o peludo é sempre visto circulando sozinho pelas ruas, acredita-se que ele seja um animal abandonado. É possível que, com o sucesso nas redes sociais, muitos moradores de Coroados estejam dispostos a adotar o cachorrinho, mas não é possível saber o que de fato acontecerá com ele.

Por que os cachorros roubam coisas?

Em primeiro lugar, é preciso explicar que cachorros não roubam: eles não atribuem valor aos objetos e, portanto, não existe motivo para o roubo. Mas os peludos podem se apropriar de algumas coisas, sem ter autorização para isso.

O motivo principal para estas ocorrências, que podem surgir mesmo em casa e algumas vezes são um pouco desagradáveis, é a carência dos animais. Isolados ou abandonados, eles podem tomar alguns objetos para chamar atenção, para ter alguma coisa para se distrair ou apenas para amenizar o tédio.

A ociosidade, aliás, é a principal causa dos comportamentos inadequados dos cachorros. Os peludos que passam muito tempo sem ter o que fazer – o que acontece principalmente quando os tutores passam o tempo fora de casa e/ou não se dedicam o suficiente para os pets –, eles acabam tentando preencher o tempo livre.

Evidentemente, todos nós temos compromissos e não podemos nem devemos ficar com os cachorros o tempo todo. Mas é importante garantir que eles tenham atividades quando ficam sozinhos por várias horas.

Os brinquedos quase sempre são uma solução. Não é preciso gastar muito: basta organizar um rodízio dos objetos preferidos. Apresentados com intervalos de uma semana, eles sempre terão cara de novidade e serão alvos de exploração.

Uma janela entreaberta, para que os cachorros consigam observar o movimento das ruas, uma peça de roupa dos tutores, para que eles sintam o cheiro e evoquem a presença, ou uma fonte de som (uma TV ou rádio programado para ligar por alguns minutos) igualmente são boas opções.

Vale lembrar que os cachorros precisam de atividades. Quando passam muito tempo sem fazer nada, eles podem “aprontar”. Alguns roubam objetos, outros destroem o que está ao alcance e há peludos que se tornam agressivos.

Estabelecer uma rotina saudável, com passeios e brincadeiras diários, alimentação adequada e na quantidade indicada para o porte, o nível de atividade física e a idade, muito carinho e a presença dos tutores, mesmo que por alguns momentos do dia, são suficientes para deixar os peludos felizes e equilibrados.

Postagens Relacionadas