Cachorro encontra e salva menina recém-nascida abandonada em um matagal

Ele se tornou o herói do dia: este cachorro encontrou uma menina abandonada em um matagal.

Alguns dias atrás, Macho estava andando pelas ruas, quando percebeu que alguma coisa não estava certa: ela acabou se desviando do caminho e encontrou uma menina recém-nascida a tempo de salvá-la da morte por causa do frio e da fome.

Macho, o personagem principal desta história, é um jack russel terrier que vive com o tutor em São Petersburgo, a antiga capital dos czares e uma das maiores cidades da Rússia contemporânea. Com esta ação de busca e salvamento, o cachorro se tornou o herói do dia.

cachorro-encontra-e-salva-menina-recem-nascida

Macho em ação

Em situações normais, Macho é um cachorrinho tranquilo e comportado. Naquela manhã, no entanto, ele subitamente se mostrou ansioso e começou a puxar a guia, como se quisesse determinar o roteiro da caminhada.

O jack russel acabou puxando o tutor para os arbustos do parque, uma região interditada para pedestres (cães e humanos). O tutor se preparava para repreender o cachorro, quando observou um pedaço de pano.

Aquilo era o motivo para a agitação de Macho. O pequeno embrulho se movia muito levemente. Ao se aproximar um pouco mais, o tutor pôde finalmente ouvir alguns sons muito fracos, que o cachorro provavelmente já tinha identificado alguns minutos antes.

cachorro-encontra-e-salva-menina-recem-nascida

A audição canina é muito mais apurada do que a nossa, tanto para barulhos estrondosos, como para sons tênues. Em relação aos sons graves ou abafados, os cachorros começam a identificá-los a partir dos 12 Hertz (os ouvidos humanos começam a captar ruídos a partir dos 20 Hz).

O pano ocultava uma menina recém-nascida, que foi abandonada na área de matagal. A criança, que pesava menos de 2,3 kg, havia sido deixada no parque durante a madrugada e não conseguiria resistir por muito mais tempo.

A criança encontrada estava fraca demais até mesmo para chorar. Embalada apenas com uma camiseta, a recém-nascida estava em condição de hipotermia. O tutor de Macho rapidamente correu em direção a uma viatura policial, que fazia a ronda no parque.

Os oficiais acionaram uma ambulância e o bebê foi transportado ao hospital infantil. De acordo com os socorristas, a recém-nascida foi admitida com sinais vitais bastante fracos. O porta-voz do hospital disse à imprensa que a menina chegou “no limite do tempo para salvá-la”.

cachorro-encontra-e-salva-menina-recem-nascida

Mais tarde, o tutor, um homem idoso já aposentado, disse à imprensa local: “Senti o meu coração batendo forte no momento em que vi a menina. Ela estava balançando as perninhas e bracinhos no ar, mas ficou em silêncio”.

Mais tarde, os médicos que atenderam a recém-nascida disseram que possivelmente ela chorava com mais força no momento em que foi abandonada. Com a hipotermia e a desnutrição, no entanto, ela foi perdendo as forças e quase entrando em óbito.

É totalmente improvável que o choro quase imperceptível da recém-nascida pudesse ter sido ouvido por um humano. O “superpoder” deste herói foi efetivamente a audição canina. Sem o jack russel, provavelmente a menina teria morrido no matagal.

Macho se portou de forma inteligente e proativa. Ele praticamente conduziu o tutor a uma área deserta do parque, junto a canteiros em manutenção, cujo acesso está interditado para o público local.

cachorro-encontra-e-salva-menina-recem-nascida

A menina foi socorrida, nutrida e instalada em uma incubadora, para recuperar a temperatura corporal. Ela devia ter nascido poucas horas antes de ter sido encontrada por Macho. A criança ficou internada cinco dias em situação crítica, até que finalmente voltou a exibir sinais de normalidade.

Os profissionais de saúde do Hospital 17 de São Petersburgo estão confiantes em que o bebê conseguirá sobreviver. Macho teve direito a uma curta visita, para observar a criança através dos vidros da maternidade.

A polícia de São Petersburgo instaurou um inquérito, para tentar identificar os responsáveis pelo bebê. O caso está sendo tratado como abandono de incapaz. Caso a mãe ou pai não seja localizada, o bebê será encaminhado para um abrigo, onde permanecerá à espera de um lar adotivo.

Enquanto as investigações e os trâmites burocráticos estão sendo atendidos, o jack russel segue a mesma vida de sempre. Ele passeia todos os dias no mesmo parque – inicialmente, ele parava no exato local em que farejou a vítima.

Macho já retomou a rotina e não faz a menor ideia de que salvou uma vida humana. Mesmo assim, a maioria dos cidadãos de São Petersburgo quer que ele receba uma recompensa pelo gesto heroico. Com certeza, este jack russel merece todos os holofotes e prêmios.

Postagens Relacionadas