Cachorro salva cervo de afogamento e se recusa a deixar seu lado

Por: em

Nos EUA, um cachorro nadou 60 metros para salvar cervo e entregá-lo de volta à mãe.

Harley é um goldendoodle (cruzamento de golden retriever e poodle) de seis anos que mora em Culpeper, uma cidade de dez mil habitantes na Virgínia (Estado no nordeste dos EUA). Recentemente, este cachorro se tornou um herói, ao salvar um cervo filhote do afogamento.

Seguir Cães Online no Facebook

Golden retrievers e poodles – puro sangue ou mestiços – são famosos por se aventurar nas águas. As duas raças foram desenvolvidas para resgate de aves abatidas no voo, que caiam em corpos d’água. Mas Harley mergulhou por um motivo mais nobre.

Cachorro-salva-cervo-de-afogamento-1

Operação Resgate

Na noite de 02.06.21, Ralph Dorn – o tutor de Harley, de 62 anos – tentava encontrar o cachorro, quando, depois de muito procurar pelas imediações, ao observar a superfície do lago Pelham, logo atrás da sua casa, percebeu que o goldendoodle estava nadando, afastado cerca de 60 metros da costa.

Harley não ouviu os gritos de Dorn chamando-o de volta. Ele parecia decidido a fazer alguma coisa, que o tutor logo descobriu: o cachorro mergulhou para salvar um filhote de cervo, que havia caído no lago. Pelas imagens postadas nas redes sociais pelo tutor, o filhote parece ser um veado-de-cauda-branca.

Cachorro-salva-cervo-de-afogamento-2

O cachorro parece não ter se amedrontado com o tamanho do lago, que ocupa uma área de 1,5 km2. Harley nadava bravamente, ao lado de outro animal, que inicialmente Dorn não conseguiu identificar.

Logo em seguida, o tutor percebeu tratar-se de um pequeno cervo. Os filhotes da espécie costumam se levantar apenas algumas horas depois do nascimento e, com três semanas de vida, já são capazes de correr com desenvoltura – mas não de nadar.

Harley parecia querer estimular o cervo a retornar para a margem do lago. Dorn pôde observar que o cachorro nadava calmamente, sempre ao lado do filhote. Finalmente, os dois animais alcançaram a costa.

Cachorro-salva-cervo-de-afogamento

Dorn encontrou a dupla em uma ribanceira íngreme e teve de ajudar o cervo a superar este último obstáculo. Em terra, sãos e salvos, os dois animais descansaram no gramado. Harley ainda lambeu suavemente o corpo do cervo, não se sabe se para aquecê-lo ou confortá-lo. O tutor afirmou que o cachorro não queria sair de perto do filhote.

A mãe do cervo apareceu logo depois, deixando-se entrever nas árvores. Dorn levou o cachorro para dentro de casa. Assim que Harley e o tutor se afastaram, a corça aproximou-se e levou o filhote “para casa”.

Final feliz

Dorn não sabe como o filhote de cervo caiu na água e afastou-se tanto da costa, já que o lago não tem correntezas fortes. O fato é que Harley percebeu que o animal estava em apuros e partiu para o salvamento.

Cachorro-salva-cervo-de-afogamento-3

A história continuou na manhã seguinte. Enquanto Dorn e sua mulher, Patrícia, estavam tomando café da manhã, o casal logo percebeu que havia alguma coisa errada com Harley. Ele estava inquieto e corria em direção às janelas.

Patrícia abriu a porta de casa e Harley correu para fora. O casal pôde ouvir os sons do filhote salvo na noite anterior, que parecia estar por perto. Harley correu para o arvoredo e reencontrou-se com o novo amigo.

O filhote parou de balir imediatamente e parecia feliz em ver Harley. Apesar de os cervos balançarem a cauda como forma de avisar o bando sobre perigos, o pequeno cervo parecia abanar o rabo para o goldendoodle.

Cachorro e cervo se reconheceram prontamente. Eles se cheiraram, colaram os focinhos e passaram alguns momentos juntos. O cervo se acalmou e, no final do dia, Dorn observou mãe e filho se afastarem pela floresta.

Apesar de ser um fato marcante, a atitude de Harley não chegou a ser uma surpresa para o tutor, um piloto aposentado do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. Dorn afirmou à imprensa que “mesmo quando era filhote, ele tinha um bom coração; ele sempre foi assim com crianças e animais, ele ama todos”.

Harley já trabalhou como cão terapeuta. Durante alguns anos, ele visitou idosos e doentes, além de ter feito companhia para crianças em rodas de leitura na biblioteca local. Ele também faz sucesso entre os netos de Dorn e é amigo até da gata dos vizinhos.

As postagens do Dorn nas redes sociais viralizaram. Em poucas semanas, as fotos do resgate já foram curtidas por mais de 250 mil internautas. O tutor disse ficar feliz por ter tocado tantas pessoas e ter trazido alegria para tantas.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News