Cachorro “trabalha” todas as noites como copiloto do seu humano taxista

Todas as noites, quando o tutor entra no táxi, o cachorro vai junto trabalhar como ajudante.

Esta história se tornou viral, depois que um passageiro foi surpreendido por um “ajudante de taxista”. Ao embarcar em um táxi, em Lima (capital do Peru), um usuário do Twitter foi contemplado com a companhia de um cachorro – um poodle toy branco.

Durante o trajeto, o cachorro age como copiloto. Ele não quer saber se deixar o tutor sair sozinho de casa, noite após noite. Os cães são sempre guardiães e, apesar do pequeno porte, este peludo desempenha muito bem as suas funções.

Longe de se sentir incomodado com a presença do peludo, o passageiro adorou a companhia e ficou agradavelmente surpreso com o ajudante de taxista improvisado. Efetivamente, viagens de táxi com um ajudante a bordo podem acabar se tornando uma atração turística na capital peruana.

Cachorro “trabalha” todas as noites como copiloto do seu humano taxista

Sucesso na internet

O usuário @Orlandofy, do Twitter, não sabia que o assunto se tornaria viral quando postou uma mensagem simples: “Ontem, pedi um táxi e o motorista estava com um cachorrinho, que o acompanhava”.

O motorista de táxi deu sorte com este passageiro. Na sua apresentação na rede social, @Orlandofy se descreve afirmando: “Eu gosto de cachorros, de salsichas e do Naruto” (uma série de mangá sobre um jovem ninja).

Os cachorros são animais gregários, isto é, eles vivem em grupos. Isto acontece desde sempre, quando eles ainda viviam nas matas: as alcateias se transformaram em matilhas e, para os peludos, nós também fazemos parte do bando.

Desta forma, devemos fazer tudo juntos. Alguns cachorros são tão apegados aos tutores que chegam a desenvolver ansiedade de depressão quando os seus humanos se afastam por muito tempo. Este cachorrinho embarca no táxi todas as noites, quando o melhor amigo sai para trabalhar e ganhar o pão de cada dia.

A mensagem recebeu mais de 210 mil curtidas e foi retuitada 9.200 vezes em pouco mais de três meses. Alguns internautas chegaram a ficar incomodados com a presença de um cachorro no táxi, mas a maioria comemorou a companhia inusitada.

As respostas ao tuíte quase sempre foram positivas. Um usuário simplesmente declarou: “Te amo, cachorrinho taxista”. Outro parabenizou a atitude do passageiro: “Seria bom que todos tivessem a mesma aceitação e tolerância”.

Muitos internautas chegaram a pedir o número do telefone do motorista, para também experimentarem a sensação de viajar com um cachorrinho no controle do volante. Sem querer, o cãozinho copiloto se tornou famoso nas redes sociais.

Uma amizade cativante

O motorista do táxi contou ao passageiro que, desde que adotou o cachorrinho, a dupla faz tudo junto: tutor e pet formaram uma equipe. Ele já chegou a ser dispensado por alguns passageiros, que declararam ser anti-higiênico viajar com um animal, mas a maioria considera que a companhia do peludo é um bônus que alegra o trajeto.

O cachorrinho acompanha o tutor no banco do carona, enquanto os passageiros precisam se acomodar no banco traseiro do táxi. O peludo sente que está protegendo o seu melhor amigo e, ao mesmo tempo, não fica sozinho em casa, sem nada para fazer, apenas suspirando pela volta do tutor.

Cachorro “trabalha” todas as noites como copiloto do seu humano taxista

Quando pedimos um táxi, nunca sabemos como será o trajeto. Muitas vezes, somos “contemplados” com motoristas rabugentos, mal-educados, golpistas – que tentam alongar a corrida em busca de alguns reais a mais.

Neste caso, no entanto, os passageiros ganham a companhia de um simpático cachorrinho. Ele é muito carismático e educado, não exagera nas festas e cumprimentos para os passageiros e deve acreditar que o tutor está em segurança com ele por perto.

O motorista contou ao passageiro que precisa fazer diversas paradas durante a jornada de trabalho, para que o cachorrinho possa esticar as pernas e fazer as suas necessidades. Sempre que está sem passageiro e passa por uma praça, ele para o carro, para o cachorro se distrair um pouco.

Durante o trajeto, além de conversar com o passageiro, o motorista de táxi sempre dirige algumas palavras para o cachorrinho, visando deixá-lo tranquilo e confortável. O peludo parece estar acostumado com a presença de estranhos, pois em nenhum momento do trajeto se mostrou nervoso ou entediado, apesar de parecer um pouco tímido.

A amizade merece sempre ser comemorada. O cachorrinho acompanha o tutor no trabalho, mantém o equilíbrio emocional e, ao mesmo tempo, faz companhia. Os passageiros ganham um colega de trajeto e, com um pouco de bom humor e tolerância, ganham uma viagem mais agradável e divertida.

Postagens Relacionadas