Ficar do lado de fora? Eu? Nananinanana. Cachorro viraliza ao abrir o portão sozinho.

Um vídeo inacreditável está viralizando nas redes sociais. O material, de apenas 18 segundos, foi publicado no dia 04/11/19, no Twitter. O internauta fez o seguinte comentário: “ainda bem que está gravado, porque, se contassem, eu não ia acreditar”.

O viral mostra um cachorro preto escalando um portão pelo lado de fora. O pet sobe até o trinco, usa a boca para abri-lo, salta de novo para o chão e entra tranquilamente, passando pelo que parece ser a porta da cozinha do imóvel. Assista:

Mais peripécias caninas

Não é de hoje que os nossos amigos peludos aproveitam a inteligência para entrar ou sair de locais em que não estão confortáveis. Em abril de 2017, um cachorro abriu várias portas até conseguir a “liberdade”.

O caso, que também viralizou, aconteceu no Hospital Veterinário Aquia, de Garrisonville (EUA). As câmeras de vigilância capturaram a epopeia: General, um animal de dez anos, destravou diversas portas até chegar a um jardim, onde foi encontrado horas depois pela família e os funcionários do hospital.

Ele só queria brincar, apesar da idade avançada. Na página do Facebook do Aquia, a saga do General é apresentada em capítulos, simulando tempo real.

O treinamento

Os cães são capazes de aprender a realizar diversas tarefas – inclusive a de abrir portas e portões. A maioria dos pets aprende observando os tutores: eles olham a família entrando e saindo e descobrem sozinhos os mecanismos do “Abre-te Sésamo”.

Os problemas começam quando eles decidem abrir portas e janelas por conta própria, inclusive expondo-se a perigos, como abrir um portão e aventurar-se por uma avenida movimentada.

Eles também podem assustar-se com o movimento e até mesmo morder os passantes. Por isto, é preciso ensinar o que eles podem e não podem fazer. Por sorte, eles aprendem rápido.

Os cachorros querem ultrapassar portas e portões por dois motivos básicos: encontrar os tutores que chegam da rua e, claro passear. Para reduzir a ansiedade, pode-se trabalhar com reforço positivo.

Não dê muita atenção ao chegar em casa, principalmente se estiver carregando volumes. Guarde os objetos que trouxe da rua e só depois aceite a “festa”. Para condicioná-los, ofereça um petisco sempre que eles esperarem a “hora certa” para os lambeijos.

É importante não emitir sinais opostos, como permitir a festa em alguns dias e tentar impedir os pulos de felicidade em outros. Cachorros aprendem com a rotina, que precisa ser estável.

Em poucos dias, eles saberão aguardar o momento do reencontro. Lembre-se: você passa o dia todo fora, envolvido em diversas tarefas. O seu cachorro passa o tempo esperando a sua chegada.

Mas, se o pet passa muito tempo sozinho e sem nada para fazer, ele pode se sentir entediado e desenvolver comportamentos inadequados, como destruir objetos ou empreender fugas. E um cachorro fujão pode dar muita dor de cabeça.

Deixe sempre alguns brinquedos para o pet, algo que ele possa explorar e ocupar as horas solitárias, além de ração e água fresca.

Você pode treiná-lo para abrir o portão quando volta para casa, por exemplo, mas nunca o incentive a abrir qualquer porta: ele poderá entender que pode ir à cozinha a qualquer momento – e comer tudo o que estiver acessível.

Os vídeos são divertidos, mas nem sempre estas situações terminam com um final feliz. O melhor é adestrar os cachorros, para prevenir acidentes. Com isto, eles certamente proporcionarão muitas horas divertidas – afinal, cachorros só querem agradar a família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui