Cachorra encontra porta de carro aberta, entra para pedir ajuda e consegue um lar.

William Shaver, morador do Missouri (EUA), resolveu curtir férias pescando no vizinho Estado do Arkansas. O que o pescador não sabia é que esta viagem mudaria a sua vida para sempre. No retorno para casa, um cachorro encontrou a porta do carro de Bill aberta, entrou para pedir ajuda e acabou viajando no banco do carona. Desta vez, para sua nova casa.

Bill decidiu fazer uma parada na rodovia para esticar as pernas. O pescador pretendia apenas descansar um pouco, retirar o lixo acumulado no carro e usar o banheiro rapidamente. Por isso, deixou a porta aberta e o motor ligado. Era coisa rápida.

Cadela entra em carro para buscar ajuda e acaba sendo adotada

O encontro

Quando retornou, Bill deparou-se com uma surpresa: uma cachorrinha havia encontrado um refúgio seguro e não pensou duas vezes. Ela entrou no carro e acomodou-se no banco do carona.

O pet estava cansado e Bill percebeu que ela estava abandonada. Era praticamente pele e ossos. O pescador decidiu fazer a boa ação do dia e alimentou a cadela com a única coisa que tinha à mão: uma barrinha de cereais.

A cadelinha devorou a barra em poucos segundos e voltou a se aconchegar no banco do carona. Ela parecia dizer que precisava de ajuda urgente. Nesse instante, Bill percebeu que só havia uma coisa a ser feita: acolher a cachorra e levá-la para casa.

Cadela entra em carro para buscar ajuda e acaba sendo adotada

A situação não era inédita para Bill Shaver: ele e sua mulher, Angela, estão acostumados a acolher cachorros de rua em casa. A cadela não parecia de modo algum estar perdida: não havia identificação, o animal estava magro e parecia maltratado.

O pescador enviou uma mensagem para a mulher, anexando uma foto da companheira de viagem, o novo membro da família. Angela concordou imediatamente com a adoção e logo pensou em um nome ideal para a cadela: River (rio), pois este é o lugar onde o pet foi encontrado.

Ao chegar em casa, Angela e o filho do casal saíram para recepcionar a nova mascote, mas River se recusou a sair do carro. A cadela não demonstrou ter medo da nova família, mas o automóvel parecia ser o seu porto seguro – o primeiro lugar em que recebeu apoio e sentiu-se em paz.

Cadela entra em carro para buscar ajuda e acaba sendo adotada

A cachorra ainda permaneceu alguns minutos no carro, até que Bill Shaver decidiu ter chegado a hora de ela conhecer os novos irmãos. O novo tutor carregou River no colo (apesar do tamanho avantajado), para que ela não se sentisse amedrontada.

No momento da chegada de River à casa nova, a família era composta por três humanos, três cachorros e um gato – estes últimos resgatados das ruas. Os membros de quatro patas pareceram tão felizes em receber a nova parente quanto os bípedes.

O gato não gostou de imediato da nova companheira: ele precisou de alguns dias para aceitar dividir o espaço. Butters, Winston e Ginger, no entanto, adoraram encontrar uma nova colega de brincadeiras

Em sua nova casa

Finalmente, River sentiu-se confiante o suficiente para explorar o novo ambiente. Conheceu um a um os membros da família e Bill decidiu que havia chegado a hora do banho – afinal, ela parecia ter estado vagando pelas estradas poeirentas por um tempo considerável.

Cadela entra em carro para buscar ajuda e acaba sendo adotada

River estava coberta de barro e cheia de carrapatos. Além disso, sangue pisado estava grudado em alguns locais da pelagem, provavelmente em função de problemas nas ruas. Depois do banho, livre do barro e dos parasitas, a cadela ganhou uma bela refeição e uma cama improvisada ao lado do aquecedor. A cadela dormiu a noite inteira.

No dia seguinte, River decidiu inspecionar o novo espaço de forma mais detalhada. Esquadrinhou todos os cômodos com muita atenção, começou a se adaptar e chegou a brincar no quintal com os novos irmãos, mas sem se afastar demais dos tutores.

Uma visita ao veterinário confirmou o que Bill havia adivinhado: as feridas na cabeça e pescoço eram resultantes de uma briga com outros animais na rua. Mas havia mais: River tinha parasitas internos, estava infestada por dirofilárias – os vermes que se alojam no coração.

Cadela entra em carro para buscar ajuda e acaba sendo adotada

River comportou-se muito bem na consulta com o veterinário. Deixou o médico tratar as feridas sem reclamar e aceitou a medicação sem problemas. Ela continua em tratamento para eliminar os parasitas.

A conduta de River demonstra que ela teve um lar anteriormente e, por um motivo qualquer, foi abandonada nas ruas – uma maldade sem justificativa. Felizmente, ela encontrou uma nova família, adaptou-se à nova casa e está feliz. Muitos cachorros, no entanto, continuando esperando pela adoção.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui