Cão cadeirante mostra ao seu amigo cego que o mundo não é tão assustador

Veja como as diferenças são aceitas entre os animais, unindo-os ao invés de separá-los.

Eddie e Oppie são a prova de que a verdadeira amizade existe, independente das limitações. Eddie fraturou a coluna e foi entregue por seus donos à um abrigo, pois eles não podiam cuidar dele. Ele perdeu o movimento das patas traseiras. O cachorro foi condenado à eutanásia, mas um outro grupo de resgate o pegou, impedindo sua morte.

cao-cadeirante-1

A equipe conta que ele sempre se mostrou muito feliz e grato pelo resgate. Seus problemas não haviam afetado seu humor, fazendo com que ele buscasse forças para viver, apenas das dificuldades. Posteriormente ele recebeu todos os cuidados necessários e uma cadeira de rodas, que o possibilitou brincar normalmente com os outros cães.

Sempre corajoso e muito inteligente passou a ajudar outros cachorros do abrigo. Um deles foi Oppie, um cãozinho cego por uma doença congênita, que havia sido abandonado por seu antigo dono. Ele era muito tímido, até conhecer Eddie. Com a ajuda dele viu que o mundo não é tão assustador e que com seu apoio ele poderia desfrutar o melhor da vida, apesar das deficiências.

cao-cadeirante-2

Lentamente Eddie está fazendo Oppie superar seus desafios e confiar em um futuro melhor. Essa amizade é a prova de que cachorros são melhores que humanos quando se trata de amizade e companheirismo. Entre as pessoas as diferenças podem trazer separações e até segregações, onde os deficientes são rejeitados pela sociedade.

É preciso compreender que mesmo com problemas é possível conquistar o nosso lugar ao sol, e para isso é preciso que ajudemos uns aos outros, cuidando do ser interior.

Um comentário

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *