Cão gigante é abandonado na estrada e adotado por família que passava no local

Por: em

Os Ringstaff se depararam com um cão gigante na estrada e não teve jeito: ele entrou para a família. Veja o vídeo do momento do resgate…

No começo de 2021, a família Ringstaff, formada pelo casal Melissa e Mikal e seus três filhos, viajava pelo sudeste do Estado de Kentucky (centro-leste dos EUA), quando o motorista teve uma visão no mínimo estranha: ele se deparou com um cão gigantesco, imóvel, ao lado do asfalto.

Seguir Cães Online no Facebook

Inicialmente, a família seguiu seu caminho, mas as preocupações em relação ao cachorro, identificado em condições tão precárias, fizeram o carro fazer o retorno. Quando os Ringstaff voltaram ao local, eles finalmente entenderam o trauma sofrido pelo cachorrão.

cao-gigante-adota-familia-americana

A adoção

O cachorro, que continuava imóvel, estava ao lado do cadáver já em decomposição de outro peludo, que provavelmente foi atropelado na estrada – e o motorista responsável não parou o carro para prestar socorro.

O animal sobrevivente, da raça mastim dos Pireneus, guardava o corpo do colega. Ele também estava ferido – os Ringstaff puderam observar escoriações no rosto do animal –, mas mantinha-se impassível.

Cão gigante é abandonado na estrada e adotado por família que passava no local

O cão gigante provavelmente sobreviveu ao atropelamento que vitimou o colega. Mesmo assim, ele estava completamente desorientado. A família socorreu o animal e procurou moradores nas redondezas que pudessem fornecer informações sobre o animal.

Após diversas paradas em algumas casas da estrada, os Rinsgstaff descobriram que o mastim dos Pireneus e seu colega atropelado pertenciam a um morador da região, que teve de se mudar de cidade e simplesmente abandonou os dois cachorros.

Cão gigante é abandonado na estrada e adotado por família que passava no local

Os animais tentaram seguir o rastro do tutor e, por isso, passaram a circular pela estrada de Kentucky – as rodovias do Estado são famosas por darem acesso a trilhas, ciclovias e mirantes; por isso, elas apresentam trânsito muito intenso.

Depois do acidente, o mastim optou por interromper a busca pelo tutor, para ficar ao lado do amigo. Foi nessas condições que a família encontrou o cachorro e imediatamente apaixonou-se pelo exemplo de lealdade.

Os Ringstaff não tiveram outra saída, a não ser adotar o cachorro gigante – ou, talvez, tenham sido adotados por ele. O mastim dos Pireneus recebeu o nome de Tucker e vive atualmente em Harlan, uma cidade de apenas 2.000 habitantes, no Kentucky. O resgate foi filmado pela família, que postou as imagens no Youtube.

Veja o vídeo do momento do resgate:

A raça

Os Pireneus são uma cadeia montanhosa do sudoeste da Europa. A cordilheira separa a França da Espanha. O nome tem uma origem curiosa: ele deriva de Pirena, uma princesa grega, filha do rei Tubal, amada de Hércules, que passou pela península Ibérica em um dos seus 12 trabalhos: capturar o gado de Gerião. Quando a princesa morreu, o semideus decidiu dar-lhe uma sepultura digna: assim nasceram os Pireneus.

A raça mastim dos Pireneus é formada por cães molossoides – os maiores entre todos os cães. Machos e fêmeas pesam de 81 a 100 kg. A altura na cernelha fica entre 72 cm e 77 cm. Estes cachorros são gentis, dóceis, protetores, calmos e muito inteligentes.

Originalmente, o mastim dos Pireneus foi empregado na guarda de rebanhos. Para proteger estes cães dos ataques de feras (como lobos e ursos), os criadores adotam coleiras com espinhos, dificultando o ataque dos predadores.

Estas coleiras, até hoje, são símbolos de cães agressivos e violentos, mas estas palavras descrevem muito mal o mastim dos Pireneus. Desde que deixaram de cuidar de bois e vacas, os cães da raça têm sido adotados principalmente como animais de companhia. Assim como Tucker, eles são protetores e extremamente fiéis.

Nobre e carinhoso, este mastim não apresenta temperamento semelhante ao dos demais cães molossoides. Apesar de ser gigante, o mastim dos Pireneus é um animal elegante. Obediente e leal, ele se mostra desconfiado com estranhos, mas é tolerante com outros animais.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News