Cão gigante é resgatado depois de um ano fugindo de medo das pessoas

Por: em

Ele fugia da presença humana, até que finalmente foi resgatado. Conheça a história do cão Miles. 

Um cão de montanha dos Pirineus, raça francesa do grupo dos molossoides, foi abandonado em um vilarejo americano e passou um ano fugindo da presença humana. Miles, como foi batizado, evitava o contato por medo, mas os voluntários sabiam que tinham de fazer alguma coisa. 

Seguir Cães Online no Facebook

O caso ocorreu em Buttonwillow, um vilarejo de 1.200 habitantes na Califórnia (EUA) distante cerca de 180 km de Los Angeles. Miles foi avistado por diversos moradores da localidade, mas sempre escapava antes que pudesse ser capturado. 

cao-gigante-e-resgatado-depois-de-um-ano
Foto: Reprodução Youtube

O resgate 

A história de Miles começou a mudar quando Megan Allen ouviu as primeiras notícias sobre um cão de montanha dos Pirineus, uma raça incomum na América, estava vagando pelas ruas da pequena cidade rural. O cachorro já era avistado havia mais de um ano, mas logo se escondia, antes que alguém pudesse ajudá-lo. 

Megan viajou duas horas até Buttonwillow, para entrar em contato com o cão dos Pirineus. Encontrá-lo não foi uma tarefa difícil, mas pegá-lo demandou muito esforço, como se pode observar no vídeo, obtido pelo The Dodo e popularizado nas redes sociais. 

cao-gigante-e-resgatado-depois-de-um-ano
Foto: Reprodução Youtube

Megan é ativista do centro de resgate Safefurr Place, sediado no Condado de Kern (sudoeste da Califórnia). O objetivo da organização sem fins lucrativos é resgatar, reabilitar e realocar animais abandonados e desalojados. O Safefurr Place também faz uma campanha permanente para esterilizar cães e gatos e reduzir a superpopulação de animais de rua na região. 

cao-gigante-e-resgatado-depois-de-um-ano
Foto: Reprodução Youtube

Miles é um cão teimoso, mas Megan, aparentemente, também é. Ela não desistiu até conseguir resgatar o cachorrão, com ajuda de outro abrigo da região, o Mad Love Animal Rescue, sediado em Hollywood (Los Angeles). 

Os vídeos foram postados pelo The Dodo e na página de Megan no Instagram, entre junho e julho de 2021. Foi uma verdadeira saga, até deixar o cachorro gigante a salvo. Atualmente, Miles foi adotado e já está vivendo com a mãe adotiva, Kerstin. 

Cães de rua 

Assim como Miles, muitos cães vivem nas ruas de cidades grandes e pequenas de todo o planeta. Nascidos a partir de cruzamentos espontâneos entre animais abandonados ou simplesmente descartados pelos antigos tutores, estes animais conhecem uma vida cheia de riscos. 

cao-gigante-e-resgatado-depois-de-um-ano
Foto: Reprodução Youtube

Em função do porte molossoide, Miles também apavorava os moradores de Willowbutton, apesar de não haver registros de ataques e agressões do animal. Por outro lado, o cachorro sofreu com a fome, sede, doenças, atropelamentos e brigas com outros animais, entre outros eventos. 

Muitos cães de rua desenvolvem verdadeiro pavor na presença de humanos. Naturalmente, os habitantes do vilarejo americano tentavam se proteger do canzarrão – um macho da raça pode atingir 82 cm de altura na cernelha, o que confere um aspecto assustador aos cães de montanha dos Pirineus. 

cao-gigante-e-resgatado-depois-de-um-ano
Foto: Reprodução Youtube

No entanto, o temperamento dos cães da raça é caracterizado pela paciência, tolerância e afeto. Eles foram desenvolvidos para o pastoreio de ovelhas e vacas nas montanhas do sul da França, e também se mostram confiantes, destemidos e determinados. 

Miles já recuperou as características da raça, perdendo o medo que tinha dos humanos. Por outro lado, milhões de cães permanecem abandonados e sujeitos a agressões e maus tratos. Castrar os pets, impedir que eles andem pela rua sem supervisão humana e nunca abandoná-los à própria sorte são tarefas de todos os que se importam pela vida. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News