Sarah é o nome de uma linda cadela que vivia acorrentada próxima a uma pequena caixa que tinha como casa, cercada por terra e lixo em uma pequena cidade na Carolina do Norte, nos EUA. A única pessoa que importava com a cadela tinha morrido e a sua esposa acabou deixando ela presa naquele lugar precário.

A Sarah sofre de uma doença crônica chamada “olho seco”, que requer tratamentos diários. Sem os devidos cuidados, seus olhos ficaram irritados e cheios de muco. Com o tempo foi perdendo parte da visão. Já não bastando, estava também sofrendo de uma infecção grave nos ouvidos, que também sem tratamento corria sérios riscos de perder a audição.

O que Sarah conhecia como casa. Foto: PETA
O que Sarah conhecia como casa. Foto: PETA

Em um momento de compaixão, a mulher que estava mantendo a Sarah presa, entrou em contato com a PETA, que é uma gigantesca organização de direitos dos animais do mundo, para ajudá-la a cuidar da cachorrinha, já que estava babando muito e ficou preocupada por achar que Sarah tivesse contraído raiva. Felizmente não era raiva, a baba era resultado de estresse, depressão e dor devido suas infecções.

A mulher então informou ao funcionários da PETA que a cadela pertencia ao seu falecido marido e que não tinha dinheiro para tratar os diversos problemas do animal. Eles então resolveram levar a cachorra para sua sede, em Virginia, para que pudesse imediatamente começar os tratamentos.

O pessoal da PETA relata que de tão maltrada, a cadela que tinha no máximo 2 anos, parecia ter muito mais. Exausta de tanto lutar contra suas doenças, teve dificuldades para andar um pouco até chegar ao elevador. Quando estava acordada, tudo que queria fazer era deitar sua cabeça no colo de alguém e receber um afago.

Sarah passou mais de duas semanas sendo tratada no abrigo da PETA, tempo suficiente para ter uma transformação incrível. Uma vez que seu corpo não tinha mais parasitas e suas infecções estavam tratadas, ela começou a correr e demonstrar alegria em viver. Com os cuidados e tratamento dos olhos e ouvidos, perceberam também que a cegueira e surdez, felizmente, não eram permanentes.

Coincidentemente, enquanto a cadela estava sendo tratada, um funcionário da PETA ficou sabendo que um casal de amigos tinha recentemente perdido um de seus cães, e que o cão que restou, uma golden retriever chamada Lola, estava muito triste com a perda do companheiro. Eis ai uma oportunidade da Sarah ganhar um novo lar, ser ajudada e em troca ajudar a família neste momento tão difícil.

Quando Sarah se reunião com a família, foi amor à primeira vista para todos. Sarah e Lola logo se tornaram amigas e a família voltou a sorrir.

Sarah já na sua nova casa, com sua nova família. Foto: PETA
Sarah já na sua nova casa, com sua nova família. Foto: PETA

 

Foto: PETA
Foto: PETA

 

Foto: PETA
Foto: PETA

 

Foto: PETA
Foto: PETA

Linda a história da Sarah. Gostou? Ajude-nos COMPARTILHANDO entre seus amigos, familiares e contatos nas redes sociais.

Via: Peta.org

7 COMMENTS

  1. Graças a Deus agora Sarah é feliz, é amada e respeitada!!!!
    Ainda bem que nesse mundo existem pessoas do bem, espíritos iluminados!!!!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here