Cão resgatado ganha um quintal de presente da sua mãe

Por: em

Este cão nunca teve espaço para brincar, mas a tutora resolveu o problema e deu um quintal de presente. 

Bentley é um bloodhound já idoso, que teve algumas experiências ruins até encontrar KaTarra Taylor, moradora de Colorado Springs, no Colorado (EUA). O cachorro passou muito tempo em abrigos, sem espaço para brincar e se exercitar. Na casa nova, ele ganhou um quintal de presente, para correr e fazer exercícios sempre que tem vontade. 

Seguir Cães Online no Facebook

Quando KaTarra resgatou Bentley de um abrigo, há três anos, ela passou a ter problemas: ela morava em um pequeno apartamento e ninguém se dispunha a alugar um imóvel para um morador com um cachorro tão grande: o bloodhound atinge 55 kg de peso e 68 cm de altura na cernelha e é um cão andarilho, bom farejador, que caminha quilômetros diariamente, à procura da presa. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

Durante algum tempo, a tutora e o cachorro ficaram alojados na casa do namorado de KaTarra, Nick. Nesse período, Bentley ganhou inclusive um irmão de quatro patas, um simpático basset hound. Mas o espaço era pequeno para tanta gente. 

A tutora finalmente comprou uma casa térrea, do tamanho ideal para comportar o bloodhound e também as visitas de Nick e seu parceiro. O único problema é que o terreno do imóvel estava todo cimentado. Mas KaTarra decidiu fazer uma surpresa para o bloodhound. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

Um quintal para Bentley 

KaTarra sabia que Bentley gosta de relaxar na grama. Os bloodhounds, também chamados cães de Santo Humberto, passam longos períodos “descansando”, enquanto observam o ambiente em busca de pistas que os levem à caçada. 

Sempre que a tutora e o cachorro saíam para passear no parque da cidade, ele procurava espaços gramados para se acomodar. Bentley tinha mais de sete anos – portanto, era um cão sênior – e já não se dispunha a atividades físicas muito intensas. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

KaTarra queria que o cachorro tivesse o mesmo conforto em casa. O namorado, então, decidiu dar uma mãozinha: o espaço externo da casa, todo pavimentado, precisava ser alterado, e Nick achou que poderia transformá-lo em um quintal para Bentley brincar e relaxar. 

Nick é um veterano de guerra, com alguma experiência em construções. Ele alugou uma britadeira e arrebentou o concreto na parte de trás do terreno de KaTarra. Em pouco tempo, o espaço cimentado recebeu terra fértil e placas de grama. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

O serviço foi completado em apenas um dia, com um investimento de menos de US$ 400 (cerca de R$ 2.100, no câmbio atual) – um valor baixo, para os padrões americanos. O muro, de dois metros de altura, era suficientemente alto para manter a privacidade e impedir eventuais fugas dos cachorros. 

Bentley foi surpreendido com o presente. Ele não conseguia entender como aquele espaço sem atrativos havia se transformado em um quintal aconchegante. KaTarra e Nick foram caprichosos: eles instalaram até mesmo uma tela, para garantir um pouco de sombra no local. 

No exato momento em que o cachorro viu a surpresa, ele imediatamente correu para o espaço e se deitou na grama. Bentley passou horas desfrutando do “seu quintal”, que logo se tornou o local favorito da casa. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

A história de Bentley 

Fazer um quintal gramado não foi um projeto para atender apenas a um desejo de Bentley: não se trata de um agrado para um cachorro mimado. Antes de conhecer KaTarra, o bloodhound já havia passado por cinco lares devolvidos – e foi devolvido cinco vezes para o abrigo. 

Apesar de ser descrito como um cachorro dócil, gentil, tranquilo e sociável, o bloodhound sempre impressiona pelo tamanho. Muitas pessoas não se atrevem a adotar um cachorrão desses, temendo ataques e destruições. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

Além disso, Bentley é um cão idoso e desenvolveu algumas doenças com o passar dos anos. O bloodhound sofria com alergias na pele e a coceira constante prejudicou bastante a sua aparência. 

O fator principal que afastava os candidatos à adoção, porém, era o comportamento. Com tantas idas e vindas, o cachorro passou a sofrer com crises de ansiedade, que se traduziam em um comportamento agressivo e destrutivo. 

cao-resgatado-ganha-um-quintal-de-presente

KaTarra decidiu mudar a história. Quando ela conheceu Bentley, soube imediatamente que havia uma ligação entre os dois. Ao adotá-lo, ela sabia que precisaria trabalhar a ansiedade do animal, mas estava convicta de que nunca o devolveria para o abrigo. 

O “quintal de Bentley” é apenas uma parte da estratégia de KaTarra para demonstrar ao cachorrão que ele é bem-vindo e pode ficar tranquilo. Além do espaço “sob medida”, a tutora agiu com muito amor e uma grande dose de paciência. 

O resultado final é que Bentley, três anos depois da adoção, mostra ser um cachorro equilibrado, ajustado e amoroso. As dermatites foram controladas com tratamento médico e a pelagem voltou a surgir espessa e brilhante. O bloodhound encontrou um lar – com quintal – e a tutora descobriu um parceiro para toda a vida. Como diz o poeta, “que seja infinito enquanto dure”.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News