Cãozinho desnutrido consegue escapar das correntes para ter uma vida feliz

Por: em

Conheça a história de Bones, um cachorro cuja magreza permitiu que escapasse das correntes. Ele era mantido acorrentado no quintal, sem comida, agasalho ou carinho.

Bones é um cachorrinho americano com 12 a 18 meses de idade – é quase um adulto. O começo da vida deste animal foi bem difícil. Ao que tudo indica, ele sofreu maus tratos na casa em que nasceu: era mantido acorrentado no quintal, sem comida, agasalho ou carinho. Ele ficou tão magro que acabou conseguindo se soltar das correntes que o prendiam. 

Seguir Cães Online no Facebook

O nome dado para o cachorrinho é sugestivo: “Bones” significa “ossos”, em inglês. Ele chamou a atenção de um garoto do Condado de Westchester (Estado de Nova York, EUA), que entrou em contato com a SNARR (Special Needs Animal Rescue and Rehabilitation, ou centro de resgate e reabilitação de animais com necessidades especiais). 

recomeco-da-vida-de-bones
O antes e depois do Bones – Facebook SNARR

Bones 

De acordo com a página da SNARR no Facebook, Bones é um cachorro sem raça definida, que passou os primeiros meses da vida em péssimas condições. Ele vivia no quintal de uma casa, preso em correntes, carente das necessidades mais básicas. 

Bones finalmente ficou magro ou suficiente para simplesmente escorregar da pesada coleira que o prendia. Quando se viu livre, de acordo com testemunhas, ele correu o mais rápido que pôde para bem longe daquela verdadeira câmara de torturas. 

recomeco-da-vida-de-Bones
Facebook SNARR

O centro de zoonoses de Nova York conseguiu capturá-lo e a criançada da vizinhança contou aos agentes onde era a casa de onde o cachorro havia fugido. Quando a equipe chegou ao endereço indicado, constatou as péssimas condições em que os animais eram mantidos. 

Bones e outros cinco cães foram apreendidos no local, depois que os agentes do centro de zoonoses obrigaram o tutor irresponsável a abrir mão da posse e guarda dos animais. Levados ao abrigo, os animais finalmente conheceram uma cama quentinha e uma refeição decente. 

recomeco-da-vida-de-Bones
Facebook SNARR

Os veterinários que avaliaram Bones disseram que o animal estava desnutrido e anêmico, mas em boas condições gerais de saúde. Em outras palavras, o cachorrinho estava apenas faminto – e provavelmente teria morrido de fome se não tivesse conseguido escapar. 

A SNARR não precisou de muito esforço para tratar do cachorrinho. Bem alimentando, Bones se revelou um animal brincalhão, obediente e muito curioso. Depois de uma recepção calorosa, em que o cachorro se mostrou um pouco tímido, logo a personalidade dócil e afetuosa aflorou. 

recomeco-da-vida-de-Bones
Facebook SNARR

Em julho de 2021, um mês depois do resgate, o abrigo colocou o cachorro em uma família provisória: por enquanto, ele está vivendo com novos pais e um irmão de quatro patas para brincar, sem coleiras nem correntes. 

Bones está se adaptando, mas já é conhecido na vizinhança por adorar as crianças e os outros animais que vivem por perto. Ele aguarda a adoção definitiva. 

A SNARR 

A SNARR Northeast, baseada no Condado de Westchester, foi fundada em 2011, por Courtney Bellew, a atual administradora. A entidade atua em todos os 50 Estados dos EUA e especializou-se no resgate e reabilitação de cães maltratados, idosos e doentes. 

A ONG funciona com uma população permanente, formada por animais portadores de deficiências físicas (cegueira, surdez, paralisia), que, se outra forma, seriam sacrificados, uma vez que não são elegíveis para adoção. 

recomeco-da-vida-de-Bones
Facebook SNARR

A SNARR também recebe cães abandonados ou cuja tutela foi suspensa pelas autoridades, em função de negligência e maus tratos. Os animais recebidos são reabilitados e disponibilizados para adoção. A ONG conta com o apoio de doadores e também de famílias provisórias, que se responsabilizam pelos cães recuperados até que um tutor definitivo seja aprovado. 

Bones, felizmente, faz parte dos cães que podem ser adotados. O comportamento revelado pelo animal o torna ideal para famílias com crianças: o cachorrinho é dócil, obediente e muito afetuoso. Depois de ganhar peso, ele está pronto para reiniciar a vida – e, desta vez, fazer um final feliz. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News