Um casal de ciclistas interrompeu as pedaladas para salvar um cachorro abandonado.

O caso aconteceu no final de setembro de 2020, em Erechim, município do Alto Uruguai, no Rio Grande do Sul. A cidade fica a cerca de 370 quilômetros de distância de Porto Alegre, a capital gaúcha. Um casal de ciclistas encontrou um cachorro “deixado para morrer”, de acordo com informações prestadas pelos próprios atletas.

Os ciclistas pedalavam em uma trilha de difícil acesso, na zona rural da cidade, quando avistaram o cachorro, sem raça definida, largado em um barranco. O animal estava desidratado e rodeado por sacos de lixo.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

O caso

O atleta amador Michel Bernardi, de 38 anos, participava do passeio de bike. Ele conta ter avistado o cachorro no barranco, em cima de um cobertor velho. Bernardi imaginou inicialmente que se tratava de um filhote, porque o animal era muito pequeno e não se sustentava em pé.

Em poucos minutos, no entanto, o rapaz  entendeu a realidade: o cachorro estava tão enfraquecido que não conseguia nem sequer permanecer sentado. Ele estava deitado e parecia extremamente fraco.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

Com a ajuda da namorada Diana Santos, de 32 anos, Bernardi conseguiu atrair o cãozinho e ofereceu alimentos que havia levado para a excursão. O ciclista se entusiasma ao contar que o animal “comeu uma banana inteira, meio pacote de bolacha e bebeu um pouco de água”. O vira-lata estava faminto.

Os namorados improvisaram uma maca com a mochila que levavam e retornaram a Erechim – Bernardi e Diana estavam distantes seis quilômetros do centro da cidade. A operação de resgate foi um sucesso: o cachorro ficou praticamente imóvel o tempo todo da viagem.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

Ainda de acordo com a narrativa, o animalzinho “às vezes olhava para fora, mas rapidamente voltava para dentro da mochila”. Parece que o cachorro não queria nem se lembrar do cenário de abandono em que havia passado tão maus momentos.

O resgate

Bernardi e Diana levaram o cachorro diretamente para uma clínica veterinária. Conseguiram encontrar um consultório aberto no fim de semana. Os exames indicaram anemia e desidratação. Além disso, o animal estava com infecções e cheio de vermes.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

De acordo com a médica que atendeu o vira-lata, foram encontrados restos de plástico nas fezes do paciente. Provavelmente, ele passou alguns dias comendo apenas o que encontrava nas sacolas plásticas jogadas no barranco.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

Alimentado e hidratado, o cachorrinho foi abrigado temporariamente na casa de Bernardi. Recebeu o nome de Pedal, para lembrar que ele foi resgatado durante uma excursão de bicicleta. O lar temporário, no entanto, rapidamente se tornou definitivo: Pedal agora tem o sobrenome do seu herói. A família é grande: ele tem uma irmã cachorra e dois irmãos gatos.

Em outubro, pouco mais de duas semanas depois do resgate, Bernardi e Diana receberam a imprensa, que soube do caso através das redes sociais – a história viralizou. O casal deu entrevista para a emissora de TV local.

Ciclistas gaúchos salvam vira-lata abandonado em barranco
Foto: Arquivo Pessoal/Michel Bernardi

Bernardi fala sobre o final feliz: “Nossa família aumentou e o Pedal está aí, todo sorridente e cheio de amor em seu novo lar. A história triste terminou no momento em que ele entrou na nossa casa. Hoje ele está feliz e já engordou dois quilos”, comemora o tutor.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui