Criança de 11 anos abandonada é protegida por um cachorrinho de rua

Por: em

Um menino filipino encontra apoio e carinho no melhor companheiro: um cachorro de rua. 

Quezón City é uma das maiores cidades do mundo, com três milhões de habitantes. E, como toda metrópole, ela tem alguns segredos para esconder. Um deles é a história de Rommel Quemenales, um garoto de 11 anos, que foi abandonado há muito tempo pelos pais. 

Seguir Cães Online no Facebook

Rommel faz parte dos invisíveis – aquele contingente imenso de pessoas que não é visto pelas autoridades. Ele sente fome, tem desejos e necessidades, mas ninguém parece enxergá-lo. Felizmente, Rommel encontrou um amigo incondicional: um cachorro de rua. 

Criança de 11 anos abandonada é protegida por um cachorrinho de rua
CRÉDITOS: FACEBOOK/ MARIA KABS

A história de Rommel Quemenales ficou conhecida graças a Maria Kabs, que vive em Manila, capital do país (a cidade é conurbada com Quezón City). Maria vem compartilhando nos últimos meses, nas redes sociais, fotos e vídeos do menino e de Badgi, o cão sem raça definida que acompanha e protege o menino. 

Rommel e Badgi  

O menino filipino não sabe dizer há quanto tempo ele foi abandonado pelos pais. Há informações de que o casal se separou e nenhum dos dois quis se responsabilizar pela criança, que foi ds 

Ele era muito pequeno pra guardar referências de datas e horas. Seja como for, até hoje, o calendário tem pouca importância para Rommel: entre o amanhecer e o pôr-do-sol, ele tem apenas preocupações básicas, como comer, beber, proteger-se e abrigar-se do sol tropical das Filipinas. 

Criança de 11 anos abandonada é protegida por um cachorrinho de rua
CRÉDITOS: FACEBOOK/ MARIA KABS

De uma forma outra, sabe-se que, há três anos, Rommel encontrou Badgi. Como os dois estavam em busca de companhia e proteção, formaram uma dupla, para aumentar as chances de sobrevivência nas ruas de Quezón City. 

O menino sobrevive com as esmolas que consegue de alguns passantes que vai encontrando enquanto perambula pela cidade. “Eu só peço umas moedas, não roubo nada”, garante Rommel. Mesmo assim, esse pouco dinheiro já foi suficiente para que ele sofresse agressões e abusos. 

Criança de 11 anos abandonada é protegida por um cachorrinho de rua
CRÉDITOS: FACEBOOK/ MARIA KABS

Maria Kabs filmou o garoto por alguns dias, visando obter alguma publicidade para o caso e garantir uma vida mais digna para Rommel. Ele não tem dúvidas em afirmar que a vida se tornou muito melhor ao lado de Badgi, que o defende dos perigos da cidade. 

Mas, na verdade, Badgi é apenas um cãozinho de pequeno porte, sem raça definida nem habilidades especiais. Ele não conseguiria oferecer nenhuma proteção efetiva a uma criança, mesmo que isso fosse possível em uma situação de rua. 

A campanha para melhorar as condições de vida de Badgi e Rommel continua ativa nas redes sociais. Por enquanto, porém, Maria Kabs vem conseguindo algumas pequenas conquistas, enquanto as imagens do menino e seu cachorro estão viralizando, compartilhadas centenas de vezes o Facebook. 

Rommel tinha um grande sonho: voltar para Bulacan, a cidade em que nasceu. Ele não se lembrava bem da cidade, também na ilha de Luzón, mas isso não importava. Graças ao esforço de Maria Kabs, ele conseguiu reencontrar alguns parentes e voltou para a terra natal. 

O menino retomou os estudos – ele havia se alfabetizado precariamente em Quezón City, ao participar de alguns projetos comunitários. Agora, ele quer se formar, tornar-se ator e, talvez, aparecer nas imagens de TV, como as que ele observava nas vitrines, quando perambulava na região comercial da cidade. 

Criança de 11 anos abandonada é protegida por um cachorrinho de rua
CRÉDITOS: FACEBOOK/ MARIA KABS

Enquanto isso, Badgi segue firme em seu posto de fiel escudeiro de Rommel. Ele acompanha o menino o dia inteiro, dorme com ele, brinca, se diverte, sem perceber a brutalidade do mundo em que eles vivem. 

Rommel ainda tem muitas batalhas para vencer. E o garoto continua firme, lutando contra os seus medos e fantasmas, enquanto espera dias melhores. Badgi faz as vezes de Sancho Pança deste Don Quixote contemporâneo, que precisa duelar e vencer os moinhos de vento que encontra no dia a dia.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News