Dois cachorros irmãos se encontram e se reconhecem imediatamente

Por: em

Os irmãos se encontraram em um passeio. Os dois cachorros se reconheceram no mesmo instante. 

Eles nasceram na mesma ninhada, mas foram separados logo depois da fase de amamentação. São muito parecidos um com o outro, exceto pela cor da pelagem. O destino quis que eles se encontrassem em uma caminhada diária. Os dois cachorros irmãos se reconheceram imediatamente e se cumprimentaram com um abraço emocionante. 

Seguir Cães Online no Facebook

Os cachorros são muito sociáveis e sempre “conversam” uns com os outros quando se encontram nas ruas e parques. Estes dois peludos, no entanto, aparentemente se reconheceram como irmãos e foram um pouco além do mero reconhecimento. 

O dia, que começou como todos os demais, acabou se tornando uma bela reunião de família. Uma surpresa bastante agradável, especialmente para os cachorros irmãos, mas também para os tutores: surgiu uma nova amizade, e o mundo está precisando disso. 

cachorros-irmaos-se-encontram-e-se-reconhecem-imediatamente

Monty e Rosie 

Estes são dois cães cockapoos – uma raça que vem sendo desenvolvida nos últimos 60 anos nos EUA, resultante do cruzamento entre poodles e cocker spaniels americanos, ainda não reconhecida internacionalmente –, que foram separados logo nos primeiros meses de vida. 

Monty e Rosie foram adotados por famílias diferentes e permaneceram separados por dez meses, até o encontro no passeio. Os dois peludos se reconheceram quase instantaneamente – o fato foi comprovado posteriormente, em uma rápida conversa entre os tutores. 

cachorros-irmaos-se-encontram-e-se-reconhecem-imediatamente

As famílias 

Dave Pincher é o tutor de Monty. Ele postou a história do encontro no Twitter, que foi compartilhada pela filha, Libby, e logo se tornou viral. A imagem dos irmãos se abraçando foi curtida e comentada por milhares de internautas. 

O tuíte de Pincher chega a ser hilário: “Então, lá estava Dave passeando com o seu cachorro, quando de repente surge um casal com uma versão idêntica do seu peludo. A única diferença é que Monty é totalmente preto e Rosie, totalmente branca”. 

Dois cachorros irmãos se encontram e se reconhecem imediatamente

O ponto alto do encontro, também relatado por Dave, é que os dois cachorros irmãos não começaram a correr, latir e brincar depois dos “cumprimentos”, como fazem todos os peludos. Eles queriam se abraçar, talvez para recuperar o tempo que ficaram separados. 

Os dois cães e suas famílias humanas moram em Bishop Auckland, no nordeste da Inglaterra. A cidade é pequena, com pouco mais de 20 mil habitantes, mas mesmo assim um encontro casual entre cachorros irmãos não acontece todos os dias. Rosie e Monty são filhos de uma cachorra de uma amiga de Dave. 

Dois cachorros irmãos se encontram e se reconhecem imediatamente

Dias mais tarde, depois que a história já fazia sucesso nas redes sociais, a tutora de Rosie, Susan Killip, foi entrevistada pelo The Dodo, declarou que a ninhada tinha seis filhotes, mas Rosie e Monty eram mais próximos: “um sempre seguia o outro”. 

Rosie chegou a viver provisoriamente durante uma semana com Monty, na casa de Dave, quando o veterinário recomendou que os filhotes fossem desmamados. Logo em seguida, no entanto, ela foi acolhida em seu lar definitivo e nunca mais viu o irmão. 

“Foi um momento mágico”, completou a tutora. “Eles simplesmente se olharam, pularam um em direção ao outro se abraçaram. Foi muito emocionante ver que eles se lembraram um do outro mesmo depois de dez meses sem se ver”. 

Irmãos caninos podem realmente se reconhecer? 

A resposta é positiva – ou quase isso. De acordo com um estudo realizado pela Faculdade de Ciências Biológicas da PUC-SP, cachorros da mesma ninhada conseguem se reconhecer, mas eles não sabem se uma fêmea que encontram é uma irmã ou a própria mãe. 

Depois de separados, os irmãos não conseguem reconhecer que partilharam a mesma barriga e o mesmo seio materno simultaneamente, mas não são totalmente estranhos uns aos outros. Mesmo depois de alguns anos, eles são capazes de saber, através do olfato, que outro peludo é membro da família. 

Trata-se de um truque da natureza. Supõe-se que os cachorros memorizem o cheiro da ninhada – uma forma também de garantir a sobrevivência, evitando a aproximação de animais estranhos, potencialmente perigosos. 

Essa capacidade de reconhecimento é comum a diversas espécies e, graças a ela, são evitados os cruzamentos entre parentes muito próximos, que podem resultar no nascimento de filhotes com problemas genéticos. 

O encontro de Monty e Rosie, no entanto, fez os internautas chegarem a outras conclusões, sobre o amor fraterno entre cachorros irmãos. Na maioria dos comentários, é expressa a certeza de que eles se reconheceram como irmãos. Isto pode não ser exatamente verdade, mas é um sentimento muito agradável e emocionante. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News