Estudante produz bolsas recicláveis com sacos de ração

Além de produzir as bolsas recicláveis, os lucros são doados para a causa animal.

Você conhece o Projeto Sustentação? Trata-se de uma iniciativa de Wallace “Pala-Pala”, de 35 anos, um estudante de Serviço Social do Rio de Janeiro. Wallace resolveu unir sustentabilidade com o amor aos animais e está produzindo bolsas recicláveis a partir de sacos de ração para pets.

Foto de Wallace “Pala-Pala” e suas sacolas recicláveis de sacos de ração.

O estudante teve a ideia de recolher os sacos de ração para transformá-los em sacolas de compras reutilizáveis. Com isto, Wallace garante uma redução no consumo de plástico. Ainda que mínima, a contribuição torna o planeta mais sustentável.

A renda do Projeto Sustenteção

Todo o valor arrecadado pelo Projeto Sustentação é revertido para a compra de alimentos e medicamentos para animais de rua. Pala-Pala atua nas regiões do Bangu e de Padre Miguel, dois bairros carentes da zona oeste do Rio de Janeiro.

Wallace faz parte de um grupo que prepara e distribui sopa para moradores de rua da região. Em suas intervenções sociais, o grupo notou que era grande o número de cachorros e gatos acompanhantes dos sem-teto – animais em situação de rua. Daí, surgiu a ideia de distribuir também ração para os pets.

O projeto nasceu desta constatação e de que a arrecadação de donativos seria insuficiente para atender a toda a população que vive nas ruas de Bangu e Padre Miguel. A solução foi o artesanato: Wallace começou a recolher os sacos nos cestos de lixo, confeccionar as bolsas e vendê-las. Por enquanto, ele faz todo o trabalho sozinho.

O estudante já sabia trabalhar com máquinas de costura, mas a primeira bolsa reutilizável foi produzida para que a namorada não trouxesse tantas sacolas plásticas toda vez que retornava do supermercado. Com o aumento crescente da produção, Wallace espera que não apenas o Projeto Sustentação, mas outras ONGs também possam se beneficiar com mais esta fonte de rendimentos.

As bolsas reutilizáveis estão sendo comercializadas online por R$ 15. Quem quiser saber mais detalhes ou contribuir diretamente pode contatar o WhatsApp (21) 98061-8287 (com Susana) ou entrar nas redes sociais do Projeto Sustentação no Facebook e no Instagram no perfil @wpalapala.

Cinco R

Os recursos disponibilizados pelo planeta Terra são imensos, mas não são ilimitados. Apenas os seres do gênero Homo estão consumindo estes recursos há pelo menos 2,2 milhões de anos. Nos últimos 200 anos, o consumo explodiu. É necessário repensar a forma como tratamos a nossa casa comum.

Os Cinco R da Sustentabilidade são os seguintes:

  • repensar as práticas de consumo adotadas no dia a dia;
  • recusar embalagens desnecessárias ou que abusem de materiais (plástico, papelão, alumínio, etc.);
  • reduzir o consumo, pensando mais em SER do que em TER;
  • reutilizar objetos manufaturados tantas vezes quantas sejam necessárias;
  • reciclar tudo o que seja possível: papel, plástico, vidro, alumínio, madeira, etc.

Iniciativas como a do Projeto Sustentação reutilizam materiais que, de outra forma, estariam se acumulando nos lixões e aterros sanitários. O plástico leva mais de 400 anos para se decompor na natureza. Além de poluir e ocupar espaço, ele acaba atingindo rios e mares, prejudicando e destruindo a vida de tartarugas, peixes, crustáceos e outros animais.

Alguns artistas já usaram sacos de ração para produzir fantasias de carnaval, roupas para desfile e esculturas. O importante é que, mesmo que a embalagem acabe indo, em algum momento, para a reciclagem (o quinto R), quanto maior o tempo de vida útil, melhor. Por isso, ter uma bolsa reutilizável é uma forma de contribuir com o planeta – em outras palavras, contribuir com você mesmo.

Lembre-se: ajudar os animais é uma das tarefas mais nobres que podemos assumir. Os riscos que estamos correndo atualmente (aquecimento global, comprometimento da água potável, etc.) são decorrentes do nosso uso (e abuso) dos recursos. Os animais acabam se beneficiando das nossas ações, mas a responsabilidade maior é nossa.

Somos os tais “animais racionais” do planeta – talvez uma maneira de dizer que somos os únicos seres pensantes da Terra. Então, vamos fazer valer esta capacidade de raciocinar e pensar, recuperando o planeta e dando alguma tranquilidade, especialmente para os animais que vivem nas ruas.

Não existem cães e gatos de rua. O que existe são animais abandonados por tutores irresponsáveis que tentam, da melhor forma, sobreviver em um ambiente tão hostil como as ruas das nossas cidades. Façamos a nossa parte, colaborando ou colocando a mão na massa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here