Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Este homem boliviano largou tudo para trás para alimentar cães de rua de um jeito incrível.

Fernando Kushner, um boliviano residente em La Paz, já foi o que se pode chamar de homem de negócios bem-sucedido. Certo dia, porém, ele resolveu deixar tudo para trás, com o objetivo de alimentar os muitos cães de rua da capital do país.

Todos os dias, este homem percorre as ruas da cidade, pouco antes do amanhecer, para encontrar os seus melhores amigos. Ele sai com a sua van especialmente equipada para alimentar e cuidar de cães abandonados de La Paz.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

A história de Fernando

Conhecido pelos amigos e pela população local como Ferchy, Kushner já foi um executivo de marketing do mundo da moda. É possível que ele tenha sido tocado por uma missão especial. Com a paixão de quem acredita estar fazendo a coisa certa, o próprio boliviano conta: “Desisti de tudo por meus cachorros: romances, carreira, família”.

Tudo estava dando certo na vida de Ferchy, até um dia em que, seguindo de volta para casa, ele conheceu Choco, um cachorro de rua. O empresário tinha acabado de sair de uma sessão de ioga.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Ele vinha caminhando pela rua, comendo um lanche, quando viu um animal. Ferchy ofereceu um pedaço do sanduíche e estava disposto a seguir em frente, mas Choco se aproximou, esfregou o focinho e lambeu as mãos do executivo.

Este ato de gratidão foi suficiente para Ferchy entender que estava dando muita atenção a questões acessórias da vida. O gesto de Choco mostrou o lado simples da vida para o executivo e, desde então, ele resolveu dedicar todo o tempo para ajudar os animais.

A ajuda

Em poucos dias, sem que percebesse como aconteceu, Ferchy já estava alimentando cinco cães de rua. O número foi aumentando progressivamente. Nas semanas seguintes, dez ou 20 peludos já esperavam a visita do boliviano.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Atualmente, de acordo com reportagem da BBC News, mais de cem cachorros de rua são alimentados pelo benfeitor de La Paz, como Ferchy já está sendo conhecido. Ele se encontra com a maioria dos animais nos trajetos que faz pela capital boliviana, mas, quando alguns amigos estão ausentes, ele não se esquece de deixar a porção diária em pontos estratégicos.

Cada cachorro recebe frango e 250 gramas de biscoitos a cada dia. Ferchy estabeleceu dois itinerários, que são percorridos em dois turnos, ao amanhecer e no final da tarde. Durante os intervalos, ele percorre estabelecimentos parceiros, recolhendo as doações – a coleta consome de três a quatro horas diárias.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Ferchy conseguiu obter uma ajuda preciosa recentemente: duas cadeias bolivianas de fast food de frango se tornaram parceiras da iniciativa e contribuem com 15 recipientes de 50 litros por dia. O benfeitor aproveita todas as partes das aves doadas.

A cada mês, o antigo executivo compra 50 pacotes (de 22 kg cada) de biscoitos para cachorro. Enquanto não encontra parceiros para doar ou dividir as despesas, Ferchy precisa despender nove mil pesos bolivianos mensalmente (pouco mais de R$ 6.700).

Além de alimentar os seus cães (é assim que Ferchy trata os animais sob seus cuidados), o benfeitor também é voluntário em diversos abrigos para cachorros abandonados) da região metropolitana de La Paz.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Maria Ângulo Sandoval, funcionária de um canil em El Alto (distante dez quilômetros de La Paz) auxiliado pelo cuidador, afirma que Ferchy atua onde as autoridades municipais são omissas ou cuja ação é insuficiente. Diz a ativista:

“As autoridades do município são as responsáveis legais pela saúde e a segurança públicas, e isto inclui manter a população de cães de rua sob controle, mas elas são realmente ausentes em nosso país.”

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

Efetivamente, além da crueldade do abandono, a presença de cães nas ruas – alguns de grande porte e características agressivas, apesar de a maioria ser dócil – representa um problema de segurança. Além disso, os animais não recebem os cuidados necessários e podem se tornar vetores de doenças, tanto para humanos, quanto para outros cachorros.

Ferchy, por sua vez, disse que deixar um trabalho rentável para se dedicar aos cachorros foi uma decisão fácil. De acordo com o boliviano, a mudança aconteceu “de um dia para o outro”, sem que ele conseguisse precisar o que estava fazendo.

Homem encontra um jeito incrível de alimentar cães de rua

O antigo executivo diz que o mais difícil é conciliar a ajuda aos cães com os compromissos familiares. No primeiro ano em que passou a alimentar os peludos, ele chegou atrasado e quase perdeu a festa de Natal: os parentes naturalmente ficaram furiosos.

Agora, no entanto, a família já está resignada. Lolita Kushner, mãe de Ferchy, disse à imprensa local que acreditava que, em pouco tempo, o filho iria se entediar com a atividade: “Em três meses, ele voltaria às atividades ‘normais’. O que eu presenciei, no entanto, foi que Fernando parece cada vez mais preocupado com os cachorros e muito comprometido com a sua missão”.

Postagens Relacionadas