Homem faz tosas especiais em cães de abrigo para ajudá-los na adoção

Por: em

Com um pouco de talento e muito carinho, as tosas especiais deixam os cães de abrigo mais atraentes. 

Nas redes sociais, o americano Mark Imhof se define como “ex-empresário e atual tosador oficial de cães, assim como o orgulhoso pai de quatro cachorros fabulosos, inclusive dois pitbulls”. O morador de Nova York decidiu fazer a diferença e doar parte do seu tempo oferecendo tosas especiais para cães abandonados e resgatados, com o objetivo de torná-los mais atraentes para os candidatos à adoção. 

homem-faz-tosas-especiais-em-abrigo
Créditos: Instagram / dogguyfoundation

Nos abrigos, funcionários e voluntários se esforçam por resgatar, socorrer e socializar os animais de rua, mas os cachorros abandonados sempre têm uma aparência descuidada (para dizer o mínimo) e isso quase nunca desperta o desejo de levá-los para casa e torná-los parte da família. Mas Mark quis mudar esta situação, na medida do possível. 

A missão de Mark 

Inspirado pela namorada, Mark Imhof decidiu dedicar parte do seu tempo livre na visita a canis, santuários e abrigos para cães e gatos na região de Nova York – estima-se que mais de seis milhões sejam tirados das ruas a cada ano, nos EUA. Encontrar novos lares para estes animais não é uma tarefa fácil. 

homem-faz-tosas-especiais-em-abrigo
Créditos: Instagram / dogguyfoundation

Depois de uma carreira bem-sucedida no mundo dos negócios – ele atuou como contador e foi muito requisitado por grandes empresas americanas –, Imhof queria novos desafios – e a namorada não desejava que ele tivesse a agenda ocupada com dezenas de compromissos formais e pouco estimulantes. 

O homem decidiu procurar um emprego que “tivesse alma”, algo que, no final do dia, o fizesse se sentir realizado. Imhof encontrou essa alegria no contato com os cachorros abandonados. A “cobaia” nos primeiros experimentos foi uma cadela pitbull adotada por Imhof e a namorada, que se transformou totalmente depois dos primeiros cuidados no look. 

homem-faz-tosas-especiais-em-abrigo
Créditos: Instagram / dogguyfoundation

Ao interagir com esses animais, o antigo executivo e empreendedor percebeu a transformação profunda por que eles passavam e, nas suas palavras, ele sabia que “eles irão retribuir com amor em seus futuros lares”. 

Ao conhecer os animais dos abrigos, Imhof tomou contato com uma nova realidade: cães idosos e doentes são abandonados pelos antigos tutores e têm poucas chances de serem notados por uma nova família em potencial. 

Munido de secadores, pentes, escovas e tesouras, o americano decidiu transformar a aparência dos vira-latas. Ele aprendeu técnicas de tosa e agora oferece os seus serviços de forma gratuita nos canis de Nova York. 

homem-faz-tosas-especiais-em-abrigo
Créditos: Instagram / dogguyfoundation

Já há cinco anos, Imhof transforma o visual de cães abandonados. Sean foi o primeiro, resgatado pelo Animal Care Center de Manhattan (New York City). Ele estava na lista dos “inadotáveis”, aparentemente por problemas comportamentais. O animal estava com o pelo longo, sujo e cheio de nós.

Imhof acredita que qualquer ser vivo nessas condições exibiria problemas de comportamento. O voluntário deu banho, tosou, desfez os nós e revelou um novo cachorro por baixo dos pelos desgrenhados. Provavelmente, Sean se sentiu mais leve e livre. Tornou-se um “carinha adorável”, nas palavras do voluntário. E foi adotado poucas semanas depois. 

O trabalho voluntário de Imhof logo ficou conhecido entre os abrigos de animais americanos. Ele passou a ser requisitado por canis de outras cidades, como Nova Jersey, Filadélfia e Washington. O “cabeleireiro de cães” passou a ensinar as técnicas de banho e tosa e também faz palestras motivacionais para equipes de abrigos e para candidatos à adoção de cachorros e gatos. 

homem-faz-tosas-especiais-em-abrigo
Créditos: Instagram / dogguyfoundation

Inspiração para todos 

O exemplo de Mark Imhof pode ser seguido por todos nós. Provavelmente, a maioria não poderia abandonar o emprego e dedicar-se em tempo integral à saúde e bem-estar dos animais abandonados, mas há abrigos espalhados por todo o planeta que aceitam a atuação de voluntários apenas por algumas horas semanais. 

Não é necessário ter habilidades especiais – apesar de elas serem sempre bem-vindas. Os voluntários podem ajudar nos cuidados básicos, como fornecimento de água e comida, ou apenas brincar com os peludos, para ajudá-los a superarem os traumas da vida nas ruas. 

Mesmo quem não dispõe de nenhum tempo para deslocar-se aos abrigos e santuários, sempre é possível ajudar com doações (em dinheiro, rações, medicamentos, etc.) ou até mesmo divulgando o trabalho de resgate, recuperação e realocação dos animais abandonados nas ruas. Isto pode ser feito através das redes sociais, em apenas alguns minutos por dia.