Homem leva cachorro no banho e tosa e volta com o cachorrinho errado

Por: em

O marido foi buscar o cachorro no banho e tosa e voltou para casa com o pet errado. Como isso foi possível?

Era uma tarefa simples. Bastava ir até o salão de banho e tosa, para trazer o cachorro de volta. Mas Rudy Salazar conseguiu fazer tudo errado: ele trouxe o cachorro errado para casa. Coco, a mulher de Salazar, havia deixado Boobear poucas horas antes no salão. 

Seguir Cães Online no Facebook

O cachorro que Salazar trouxe para casa, contudo, não era Boobear. Era um poodle toy branco, bem tosado e limpinho, mas não era o cachorro de estimação da família. Ou então, a tosa havia deixado o animal totalmente irreconhecível – pelo menos, para a tutora. 

O interessante é que Rudy parece desconhecer totalmente o filho de quatro patas com quem divide a casa. Em nenhum momento ele parou para observar o cachorro que lhe foi entregue, que deve ter algumas diferenças, tanto físicas quanto comportamentais. 

homem-volta-para-casa-com-o-cachorro-errado

A confusão 

O casal Salazar vive em San Jose, uma das cidades mais populosas da Califórnia e dos EUA. E, como em toda metrópole, não é incomum acontecerem casos de homônimos – pessoas (e cães) que possuem o mesmo nome. 

Rudy Salazar chegou ao salão canino indicado pela mulher, dizendo que havia ido buscar “Coco’s pet” (o cachorro da Coco). O pessoal do atendimento entendeu que ele estava à procura do “Coco pet” (o animal de estimação Coco). 

Dessa forma, os tratadores acabaram entregando outro poodle toy, chamado Coco, em lugar do Boobear, que é o cachorrinho da Coco. Uma confusão plenamente justificável, com um único senão: o tutor não conseguiu reconhecer o próprio peludo. 

Salazar não percebeu o erro de identificação – digamos assim – e levou Coco para a casa de Coco. Mas a Coco humana estava esperando o poodle Boobear, não o poodle Coco. Tanto a Coco humana quanto o Coco cachorro ficaram perdidos nessa história. 

homem-volta-para-casa-com-o-cachorro-errado

O erro, felizmente, foi corrigido em pouco tempo. Rudy retornou ao salão de banho e tosa, devolveu o “impostor involuntário” para os tutores de verdade e voltou rapidamente para casa, dessa vez com o cachorro “certo”. 

Boobear e Coco são bem parecidos, o que explica (mas não justifica) a falha do marido. De qualquer forma, foi apenas uma história divertida, que com certeza será contada muitas e muitas vezes. As semelhanças sempre causam confusões. 

A história de Rudy, Boobear, Coco e Coco foi parar nas redes sociais. A mulher de Rudy postou fotos da confusão e acrescentou, talvez de forma irônica, a seguinte legenda: “O melhor marido de todos”. A Coco humana fez questão de afirmar que o marido tinha “apenas uma tarefa para fazer”. O caso viralizou na internet – não poderia ser de outra forma. 

Diversos sites reproduziram a história de Coco e sua troca, felizmente desfeita a tempo de não causar maiores traumas para o cachorro e para a família humana. 

Os sentimentos de Coco 

A Coco humana deve ter passado por momentos confusos, divertidos e talvez um pouco frustrantes ao se deparar com um animal estranho – ou totalmente transformado no salão de banho e tosa. Seja como for, o casal já deve ter feito as pazes, depois que o marido desfez a troca de animais. 

Com relação ao peludinho: fica difícil imaginar as sensações e pensamentos experimentados pelo cachorrinho Coco. O dia dele não foi dos melhores: foi deixado em um lugar estranho com pessoas desconhecidas, foi obrigado a tomar banho, teve de esperar pacientemente até que os pelos fossem tosados. 

Se toda essa “angústia” não fosse suficiente, Coco (o cachorrinho) foi deixado sozinho em uma gaiola, esperou um tempão, até que um homem totalmente estranho o pegou no colo, enfiou em um carro diferente e entregou-o para uma mulher que definitivamente não é da família. 

Depois disso, voltou para o colo do grandalhão esquisito, foi levado para o local de tortura – deve ter imaginado que precisaria tomar outro banho – ficou escutando uma conversa incompreensível e ainda passou mais um tempo na gaiola, antes que finalmente um rosto conhecido o resgatou. 

Enquanto isso, Boobear, o cachorrinho que Rudy deveria ter buscado no salão de banho e tosa, passou um bom tempo esperando alguém da família aparecer para levá-lo para casa. Foi um dia cheio de emoções e experiências desconcertantes. 

Esperamos que Boobear e Coco (o cachorrinho) tenham sido recompensados com muitos petiscos e carinhos ao chegarem em casa sãos e salvos, depois de tantas peripécias.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News