Aconteceu no Equador: motorista para o carro em plena rodovia para resgatar um cachorro.

Encontrar cachorros vagando pelas estradas brasileiras e de outros países não é propriamente um fato incomum. Mas encontrar alguém que se dispõe a ajudar estes animais é uma situação rara, que merece receber o devido destaque.

Este homem cuida de mais de uma dúzia de cães

Homem para caminhão para salvar cachorro idoso que agonizava na estrada
Oswaldo com um dos cães que cuida em seu abrigo Patitas de Amor

Oswaldo dirigia seu automóvel por uma rodovia do Equador quando avistou um cachorro quase sem forças entre os carros, em risco de ser atropelado com consequências sérias.

O resgate do cão

Tratava-se de um cachorro sem raça definida, perdido na nuvem de veículos da estrada, cansado, com fome e frio. O animal estava tão debilitado que não esboçou nenhuma reação quando viu Oswaldo se aproximando.

Homem para caminhão para salvar cachorro idoso que agonizava na estrada

O cachorro parece já ser idoso e não se mostrou agressivo: ao contrário, parecia totalmente exaurido. É possível que, sem ajuda, o pet tivesse morrido poucas horas depois, de fome e cansaço. Felizmente, desta vez um anjo estava no caminho do peludo.

O socorrista levou-o até o meio fio para que ele pudesse beber um pouco de água e em seguida colocou-o no próprio carro – talvez o primeiro lugar seguro, protegido, quente e acolhedor que o peludo partilhou em muito tempo, talvez a vida inteira.

Homem para caminhão para salvar cachorro idoso que agonizava na estrada

O cão, de acordo com o relato do protetor, quase não podia firmar-se sobre as patas, tal a extensão do estado de exaustão. O animal estava assustado e apresentava falhas no pelo, mas não exibia sinais evidentes de doenças.

Na verdade, Oswaldo é o fundador da ONG Patitas de Amor (com páginas nas redes sociais), que se dedica ao recolhimento, tratamento e cuidados básicos para cachorros sem família humana, para, em seguida, providenciar um lar substituto.

Homem para caminhão para salvar cachorro idoso que agonizava na estrada

O cachorro equatoriano está sendo alimentado e estimulado a brincar e interagir com humanos e outros pets, enquanto aguarda os resultados da avaliação veterinária. É possível quem, em alguns dias, ele seja adotado por uma família que quer fazer a diferença.

Vídeo do momento do resgate

O que fazer se ver algo semelhante

Em casos semelhantes, é importante observar o temperamento e as condições gerais do cachorro antes da aproximação. Estes animais possuem, em comum, um histórico de abandono e de maus-tratos.

Muitos cachorros em situação de rua aprenderam a não confiar nos humanos. Além do abandono, eles sofrem com agressões de desconhecidos, simplesmente pelo fato de estarem perambulando pelas ruas, quase sempre com fome.

Mas, ao perceber sinais de que o cachorro aceita a aproximação, receba-o, faça um carinho e providencie água imediatamente. Em seguida, pode-se encontrar algum tipo de alimento. Se você não puder ficar com o pet, encaminhe-o para um abrigo, para que ele possa receber uma segunda chance. Não o deixe solto na estrada.

Gostou da notícia? Compartilhe para incentivar seus amigos nos cuidados e respeito com os animais.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui