Homem quebra janela para salvar cachorro preso em carro

Por: em

Para salvar um cachorro preso em carro sob o Sol, um homem quebrou a janela do veículo sem pensar duas vezes.

Aconteceu em Norfolk (Virgínia, EUA). Um homem que passava pela rua notou que um filhote de cachorro estava preso em um carro, debaixo do sol forte. Para ajudá-lo, o cidadão não pensou duas vezes: quebrou a janela do veículo e resgatou o animal. 

Jason Minson é um veterano de guerra americano que atualmente trabalha com paisagismo. Certa tarde de primavera, Minson estava avaliando uma árvore, quando ouviu um estrondo vindo da rua. Quando foi verificar, o paisagista percebeu que um carro que passava quase colidiu com outro, que estava estacionado – teve de frear repentinamente, para não causar um acidente. 

Homem quebra janela para salvar cachorro preso em carro
FOTO: JASON MINSON

O resgate 

Seria apenas um fato corriqueiro na vida urbana, mas o ruido permitiu que Minson notasse algo estranho dentro do carro estacionado. O homem descobriu m filhote de retriever do Labrador preto, deitado no assoalho do veículo. 

O barulho e o estremecimento provocados pelo quase acidente parecem não ter sido suficientes para provocar qualquer reação no cachorro, que continuou deitado. Minson, contudo, percebeu que a respiração estava ofegante. Ele contou ao The Dodo, site especializado em animais: 

“Era o tipo de respiração ofegante que é o último esforço que um cachorro faz para tentar se refrescar.” 

Minson ligou imediatamente para a emergência 911. O policial que o atendeu disse que uma unidade já estava a caminho, mas orientou o paisagista: ele poderia quebrar a janela e libertar o animal – o ato não é considerado crime na Virgínia, mas quase sempre dá muita dor de cabeça. 

Na tentativa de refrescar o filhote, Minson conseguiu introduzir uma garrafinha de água pela fresta deixada na janela – uma provável tentativa de deixar o animal confortável. O cãozinho pulou no banco do motorista e rapidamente sorveu todo o conteúdo. O paisagista encheu a garrafa e o filhote voltou a sorvê-la rapidamente. 

Finalmente, um agente da polícia chegou ao local e tentou forçar a abertura da porta do carro. A manobra, no entanto, não estava funcionando – e já haviam se passado 20 minutos desde que Minson havia descoberto o animal preso. 

Homem quebra janela para salvar cachorro preso em carro
FOTO: JASON MINSON

O filhote voltou a se deitar no assoalho do carro, com a respiração cada vez mais ofegante. Minson começou a temer pela vida do animal e decidiu agir por conta própria. Ele pegou o cassetete do oficial, quebrou a janela e abriu a porta. 

Rapidamente, o oficial tomou o filhote no carro, levou-o até a viatura e partiu procurando socorro de emergência. O dono do carro foi posteriormente denunciado por maus tratos. Minson também foi acionado pela polícia – mas para servir como testemunha do flagrante. 

No dia seguinte, o paisagista foi visitar o cachorrinho na clínica veterinária. Ele já estava mais forte e os médicos disseram que o animal foi socorrido a tempo, mas chegou à emergência profundamente desidratado – e, claro, muito assustado. 

Minson sabe como os cachorros se sentem. Ele também vive com um peludo, um dogue alemão. Ele disse ao The Dodo esperar sinceramente que, se alguém vir o seu pet em situação parecida, também quebre a janela, sem esperar outras soluções. 

Nas redes sociais, Jason Minson postou: “Isto é uma conversa séria. Está calor lá fora e, se você deixar um animal no carro, ele vai morrer. Cuidem dos seus bebês peludos”. 

As consequências 

Assim como os humanos, os cachorros são termorreguláveis, adaptando-se à temperatura ambiente; mas, até um certo limite, até que as funções vitais começam a falhar. Mesmo com as janelas um pouco abertas, os animais podem sofrer consequências sérias. 

Em um dia com temperatura amena, por volta dos 25°C, a temperatura interna de um carro pode facilmente atingir de 37°C a 39°C em menos de 15 minutos. Se a umidade relativa do ar estiver baixa, a elevação pode ser ainda mais rápida. 

Além disso, os cachorros não possuem, como nós, glândulas sudoríparas espalhadas pelo corpo. Na espécie, essas glândulas, que ajudam a regular a temperatura corporal, se concentram na língua e nos coxins plantares (as almofadinhas dos dedos). Com essa pouca quantidade, os animais têm dificuldade de dissipar o calor – eles não conseguem refrigerar seus corpos e isto provoca superaquecimento. 

Homem quebra janela para salvar cachorro preso em carro
FOTO: JASON MINSON

Em um carro estacionado sob o sol, a situação se potencializa até atingir efeitos dramáticos. Não adianta deixar uma fresta nas janelas, porque não há circulação eficiente do ar. 

Quando a temperatura corporal dos cachorros ultrapassa os 41°C (a normal fica entre 38,5°C e 39,5° C), a hipertermia começa a danificar órgãos internos, o que pode levar a uma falência geral, tendo a morte como consequência. 

A desidratação é o primeiro sintoma. O cachorro começa a ofegar cada vez mais rápido, na tentativa de dissipar o calor. Em seguida, o animal pode vomitar e perder o controle dos esfíncteres. Trata-se de uma emergência veterinária. 

Mesmo que se trate de uma saída rápida – entregar uma encomenda ou comprar alguma coisa na padaria –, imprevistos sempre podem ocorrer e a volta para o carro pode demorar. 

No Brasil, deixar animais sozinhos presos no carro é considerado crime de médio potencial ofensivo. A nova legislação de proteção aos animais (lei nº 9.605/98, cuja redação foi alterada em 2020) penaliza os infratores com multa e reclusão de dois a cinco anos, acrescida de um sexto no caso de morte.