Após uma batalha sangrenta que assustou a dona do pitbull e toda a vizinhança, gato e cão surpreendem e deixam as pessoas de boca aberta com o que pode acontecer com feras soltas pela rua.

Era tarde de domingo e Jason tomava sol no quintal como de costume. O pitbull era um grande cão, branco com manchas rajadas e uma vasta barriga ostentando seus 35 quilos. Sempre observava o ir e vir na rua, pelo portão de sua casa. Nenhum cão se arriscava em passar próximo ao muro, pois já conheciam o latido assustador do temido Jason.

Em certo momento o pequeno gatinho do vizinho decidiu dar uma volta no terraço da casa onde Jason morava há 13 anos. Insatisfeito em apenas andar pelos vasos de plantas, o bichano decidiu emitir seu miado chamando a atenção do pitbull.

Jason tomava sol no quintal como de costume
Jason tomando sol no quintal como de costume.

Como uma fera enfurecida, o cão subiu as escadas rapidamente em busca do responsável por atrapalhar seu descanso. E uma briga começou a ser travada. No andar de baixo, sua dona assustada ouviu o rosnar de Jason e os miados do gatinho. Havia uma correria e o pior era esperado, visto a fúria do pitbull.

Os vizinhos foram chamados ao auxílio para apartar a briga, caso o gato ainda estivesse inteiro. Porém ao chegar ao terraçoa dona do cachorro teve uma surpresa. Imaginando encontrar o chão ensanguentado e pêlos por todos os lados, o que se viu causou certo constrangimento.

O gatinho, numa calma quase que em forma de deboche.
O gatinho, numa calma quase que em forma de deboche.

Jason estava caído em um canto, ensanguentado, com o focinho todo machucado e esbaforido. E do outro lado do terraço, o gatinho, numa calma quase que em forma de deboche, se lambia para retirar a saliva de Jason do corpo.

O que aconteceu naquele lugar virou motivo de risos no bairro, pois o imponente pitbull que sempre latiu para os cães da vizinhança, acabará de tomar uma coça do ser mais dócil que se conhecia naquela região.

Não se pode julgar um indivíduo pela imagem que se tem da sua espécie.

Embora os cães de raças maiores possam aparentar agressividade, o que define o seu comportamento é a forma como são criados.

Jason, apesar de grande e valentão, nunca conseguiu machucar outro animal.
Jason, apesar de grande e valentão, nunca conseguiu machucar outro animal.

Jason, apesar de grande e valentão, nunca conseguiu machucar outro animal. Em suas brigas sempre mal sucedidas, ele terminava na sala do veterinário recebendo pontos em suas feridas e ouvindo do médico que era preciso mudar, tornar-se um cão mais imponente. Mas isso nunca aconteceu. Em sua passagem por essa vida conseguiu apenas fazer cara de mal, mas suas atitudes descredenciaram do título de cachorro malvado. Com isso acumulou grandes amigos e deixou muitas saudades no dia em que partiu.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui