Quando pensamos em adotar ou comprar um cachorrinho, uma das principais dúvidas que paira na cabeça de muita gente é: devo escolher um macho ou uma fêmea? Para muitos futuros donos esta questão é irrelevante, pois qualquer sexo será bem vindo e questões como cio, guarda e temperamento não são tão importantes. Para outras pessoas, no entanto, em função do ambiente em que se vive ou do objetivo principal que se espera do cão, é de extrema importância analisar as características principais de cada gênero.

Macho ou fêmea?

Uma das primeiras questões a ser levada em conta no caso das fêmeas é que elas passam pelo cio de tempos em tempos e também menstruam. Possíveis alterações de comportamento ou transtornos atrelados a estes períodos podem ser facilmente eliminados com a castração. Se esta não é uma opção para você, porém, será necessário redobrar os cuidados com a cadela principalmente se ela morar fora de casa ou costumar passear na rua sozinha, em função do comportamento dos machos quando próximos de uma fêmea no cio.

Outra questão a ser levantada com relação às fêmeas é que elas raramente se mostram brigonas e desafiadoras, a menos é claro que elas sejam estimuladas para isto ou caso existam duas fêmeas dominantes em um mesmo espaço. Caso nada disto aconteça e existam outros cães em casa é mais provável que a convivência será pacífica.

Se você está em busca de um cão para guardar sua casa é importante ficar ciente de que, por uma questão histórica, as fêmeas costumam cuidar dos membros da casa e os machos, do território. É certo de que as fêmeas são mais desconfiadas e não costumam se distrair com facilidade caso estejam exercendo seus papéis de guardiãs, ao contrário dos machos, que podem perder o foco simplesmente ao sentirem o cheiro de uma fêmea no cio, por exemplo.

Macho ou fêmea?

Em se tratando dos machos uma das questões que mais merece atenção é a demarcação de território. Sabe-se que os cachorros machos têm como instinto demarcar o local onde vivem, o que pode ser feito com urina. Caso ele não seja ensinado desde cedo a fazer as necessidades no local correto é bem provável que você se incomode com esta característica mais adiante.

Caso você viva em um local com outros cachorros, é bom reconsiderar a ideia de adquirir um macho, visto que eles são bastante territorialistas e não costumam aceitar com facilidade a hierarquia canina. Além disso, quando os machos atingem a puberdade estes atravessam uma fase conturbada com relação ao comportamento.

Por fim, se o seu objetivo é ter em casa um cão robusto e com um porte bonito, não hesite em escolher um macho, visto que na maioria das vezes eles são mais belos do que as fêmeas.


1 COMENTÁRIO

  1. A fêmea claro… ela sim é cachorra de verdade, em relação a última frase do post, eu acho a fêmea muito mais bonitas que os machos, em relação ao pavão e a pavoa… nós não podemos comparar uma ave com um cão… por que pavão é pavão e cachorro é cachorro, talvez em muitos casos o macho é mais bonito que a fêmea… mas a fêmea tambèm são bonitas e mais meigas e charmosas do que machos… talvez seja por isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui