Menino de 10 anos salva animais de inundação com baldes de plástico

Aconteceu no México: um menino de dez anos salvou animais de uma inundação usando baldes de plástico.

Em outubro de 2018, o furacão Willa tocou a costa noroeste do México logo depois de ter atingido a categoria 5, a mais elevada na Escala de Saffir-Simpson. Os ventos sustentáveis chegaram a 260 km/h (com rajadas mais rápidas), provocando morte e destruição.

Menino de 10 anos salva animais de inundação com baldes de plástico

O estrago poderia ter sido maior, se não fosse a ação de Jostyn Dilan, um menino de dez anos que decidiu salvar animais da inundação (dois rios da região de Nayarit, onde o garoto mora, transbordaram). Para a operação, Jostyn armou-se com baldes.

O Willa atingiu as ilhas Marias, no norte do México, e tocou a costa mexicana do Pacífico nos Estados de Sinaloa, Jalisco e Nayarit. Nesta localidade, ficam as cidades turísticas de Puerto Vallarta e Mazatlán. A precipitação total trazida pelo furacão atingiu 38,1 cm.

O salvamento

Não é necessário ser adulto para salvar vidas. Foi o que Jostyn Dilan descobriu em 2018, quando o Willa chegou à sua cidade natal. Pode-se imaginar o clima de estresse e insegurança que dominava a população de Tepic, uma vez que as notícias sobre o furacão já se acumulavam há vários dias.

O menino de dez anos, ao ver a água tomando as ruas da capital de Nayarit (Tepic é uma cidade de pouco mais de 300 mil habitantes), decidiu tomar uma providência. Utilizando um grande balde plástico à guisa de canoa, transformou-se em um herói local.

Menino de 10 anos salva animais de inundação com baldes de plástico

Com a canoa improvisada, Jostyn resgatou gatos, cachorros, periquitos e até um galo, que, de outra maneira, teriam se afogado com a inundação provocada pelos fortes ventos. O transbordamento dos rios afetou a vida de metade da população de Tepic.

É quase impossível avaliar os perigos que o garoto sofreu. Pode-se dizer que foi uma aventura de criança, mas Jostyn realmente aventurou-se pelas ruas, correndo risco de vida real. Ele simplesmente “embarcou” no balde de plástico e voltou orgulhoso, exibindo os resgatados para a vizinhança.

O galo e os periquitos haviam subido em uma árvore. Porém, animais domésticos, desabituados de sobreviver às grandes intempéries, certamente morreriam com a tempestade, de fome ou de frio. Já os cães e gatos foram resgatados literalmente boiando na água, lutando para nadar contra a correnteza trazida pelo furacão.

O gesto de Jostyn teria passado despercebido, mas alguns vizinhos filmaram os resgates e postaram vídeos nas redes sociais. Em poucos minutos, dezenas de internautas assistiram às imagens do garoto de dez anos, sozinho, salvando os animais que encontrou pelo caminho.

Talvez seja este o caminho que tantos de nós estamos procurando: fazer o máximo possível, mesmo com o mínimo de condições, para garantir segurança e conforto para os nossos colegas tripulantes da nave Terra. Não importa se eles têm pelos ou penas, se miam ou carcarejam.

O importante é fazer a diferença na vida. Jostyn Dilan é o símbolo do renascimento – de alguns poucos cães, gatos e periquitos, alguns podem pensar. Isto, no entanto, não importa. O garoto de apenas dez anos fez o que podia fazer, com os instrumentos de que dispunha no momento.

Quantos de nós continuamos ainda esperando condições propícias para “fazer caridade”? Mais dinheiro, mais recursos, mais tempo. Não é isso, porém, que a vida oferece. Muitas vezes, a vida nos dá apenas um balde de plástico – e esta é a melhor ferramenta com que poderíamos contar para demonstrar que, sim, nós também podemos ser heróis.

As recompensas certamente virão, independente de estarmos ou não interessados nelas. Pode ser uma curtida ou um comentário nas redes sociais, um gesto de agradecimento, um sorriso, ou, no caso de Jostyn, uma lambida carinhosa. É importante partir para a ação e aceitar as recompensas que a vida proporciona: o próprio ato de se doar pelo bem comum já é um grande, um imensurável prêmio.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui