Wesley é um pitbull adotado que não se separa por nada do gato Wyatt.

Falar sobre a inimizade entre cães e gatos é um clichê, um lugar-comum: Plic-Ploc e Chuvisco, Tom e Jerry, Mickey e João Bafo-de-Onça são exemplos disso. Efetivamente, são duas espécies diferentes, mas não necessariamente inimigas. A história de Wesley e Wyatt é útil para desfazer preconceitos.

Wesley é um cão pitbull que passou a maior parte da vida em abrigos para animais abandonados. A má fama da raça e a aparência amedrontadora do cachorro não atraía as atenções dos eventuais interessados em adotar.

Maria decidiu adotar Wesley, que logo demonstrou ser amistoso, dócil, tranquilo e obediente. Ele é o oposto da imagem do pitbull criada pelo senso comum – vale lembrar que o comportamento dos cachorros é definido muito mais pela convivência com humanos do que pela raça.

A amizade

Maria não poderia ter feito melhor escolha. Wesley é um cachorro ativo, inteligente e afetuoso. As qualidades do pitbull, no entanto, quando a tutora decidiu adotar um segundo filho de quatro patas, também resgatado das ruas. Ele foi adotado em novembro de 2017, com um ano de idade aproximadamente.

Wyatt chegou como todos os gatos: desconfiado, mas muito seguro de si. Para o bem ou para o mal, Wyatt é um felino. Ciente das prováveis dificuldades de convivência de duas personalidades tão diferentes, Maria hesitou em levar o bichano para casa.

Pitbull resgatado vira melhor amigo de um gato

O comportamento da dupla, porém, surpreendeu de maneira positiva. Wesley e Wyatt demonstraram rapidamente que a amizade é um sentimento capaz de transpor qualquer barreira e são “amigos de infância” desde o primeiro momento em que se encontraram.

O elo entre cachorro e gato se estabeleceu imediatamente, ao primeiro contato. Hoje, Wesley e Wyatt são inseparáveis. O bichano revelou-se um mestre em cafunés – mas, mesmo quando exagera na dose e enfia as garras nas orelhas do irmão, Wesley demonstra uma paciência improvável e nunca reclama da companhia.

Em poucos dias, eles passaram a fazer tudo juntos: comem um ao lado do outro, dormem juntos e brincam sempre que podem. As aventuras de Wesley e Wyatt podem ser acompanhadas no Instagram, na página @wesleythechickennugget, que mostra a trajetória de cão e gato desde o início. Eles contam com mais de 170 mil seguidores.

Pitbull resgatado vira melhor amigo de um gato

A tutora afirma que, além da amizade, Wesley e Wyatt desenvolveram algumas características divertidas. O rosto do pitbull, por exemplo, é bastante expressivo. De acordo com Maria, ele se parece com um personagem de desenho animado: sempre é possível descobrir o que ele está pensando.

É possível que Maria exagere um pouco quando se trata de falar dos filhos, mas a tutora diz que Wyatt adquiriu características caninas. Ela afirma que o gato, quando é abraçado pelo irmão, ronrona tão alto que pode ser escutado pelos vizinhos.

Pitbull resgatado vira melhor amigo de um gato

Maria acredita ter se sentido atraída pela dupla exatamente pelas características pouco ortodoxas: um cachorro dócil e um gato cujo ronrom parece um rosnado. “Talvez seja também por isso que eles se dão bem”, completa a tutora: “eles são almas especiais”.

Wesley e Wyatt foram abandonados e não tinham nada. Não se conhece a história pregressa da dupla. Hoje, no entanto, eles têm um lar, uma tutora amorosa e comportam-se como verdadeiros irmãos. Esta é, com certeza, uma história inspiradora.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui