Policial compartilha guarda-chuva com cães de rua durante uma tempestade

Por: em

Na Índia, um policial compartilha o guarda-chuva – e isto pode significar a vida para cães de rua. 

O sul e o leste da Índia são conhecidos por um fenômeno climático que torna a região a mais chuvosa do planeta. Na primavera e verão, ventos vindos do oceano Índico provocam tempestades intensas. Calcutá, uma das maiores cidades indianas, fica no leste do país e sofre com as chuvas. Os cães sem teto estão entre os principais prejudicados. 

Seguir Cães Online no Facebook

O policial Tarun Kumar está incumbido de identificar e encaminhar pessoas expostas aos eventos climáticos, que em 2021 têm se mostrado ainda mais fortes. Mas o oficial indiano acredita que não apenas os humanos precisam ser protegidos. Por isso, ele decidiu compartilhar guarda-chuvas também com os cães de rua. 

policial-compartilha-guarda-chuva-com-caes-de-rua

O gesto de Kumar 

Em setembro de 2021, o policial Tarun Kumar Mandal estava monitorando o tráfego intenso em um cruzamento de sete vias em Calcutá – quem conhece o país sabe que o trânsito de carros é bastante caótico, quase incompreensível. 

Em determinado momento, o agente policial percebeu que tinha companhia. Dois cães de rua burlaram os automóveis, caminhões e ônibus, viram Kumar parado no meio da rua e decidiram juntar-se a ele. Os animais estavam encharcados. 

Kumar estava munido com um grande guarda-chuva e decidiu compartilhar o utensílio com os peludos. Os cachorros se aproximaram, ajeitaram-se como puderam para se proteger do temporal e o agente continuou fazendo o seu trabalho, de colocar alguma ordem no congestionamento que estava se formando. 

Um indiano que passava naquele momento no local, entre a chuva e o trânsito, teve tempo de capturar as imagens de uma cena improvável: um policial protegendo dois cachorros abandonados com o seu guarda-chuva. O utensílio não parecia fazer grande diferença – o trio estava molhado da cabeça aos pés -, mas a gentileza de Kumar não passou despercebida. 

Policial compartilha guarda-chuva com cães de rua durante uma tempestade

As fotos foram postadas nas redes sociais e viralizaram rapidamente. Milhares de internautas curtiram e compartilharam a imagem do trio tentando se proteger da chuva. Pessoas do mundo inteiro ficaram sensibilizadas com o gesto do policial. 

O agradecimento dos peludos também foi observado. Centenas de internautas comentaram que os cachorros estavam agradecidos pelo gesto de amizade e, realmente, o olhar dos cães transmite uma imagem sem palavras de afeto e gratidão. 

É interessante observar que os cachorros devem ter percebido que estariam em segurança com o policial indiano. Do contrário, eles não se aproximariam, por piores que fossem as condições. Os peludos perceberam que Kumar com certeza era um humano digno de confiança. 

Cães de rua na Índia 

As autoridades do país estimam que uma população entre 35 milhões e 40 milhões de cachorros vivam nas ruas, a maior parte nos grandes centros urbanos, como Nova Déli, Bombaim e Calcutá. A pandemia de covid-19 intensificou o problema, já que muitos tutores abandonaram os pets alegando falta de recursos para cuidar deles. 

O total de cachorros abandonados – aos quais se somam gatos, macacos e vacas – é um dos maiores do mundo (no Brasil, um mau exemplo de flagrantes de abandono, acredita-se que o total de cães de rua seja equivalente à metade do que se verifica na Índia). 

Nos últimos anos, as autoridades vêm tentando reduzir e atenuar o problema. Dezenas de centros de resgate e santuários da vida animal estão implantados no país – a maior parte da iniciativa privada, mas com alguma ajuda governamental. 

De qualquer forma, o gesto de acolhimento do policial Tarun Kumar sensibiliza e inspira. Certamente, o compartilhamento do guarda-chuva, em uma tarde encharcada pela tempestade, levou muitos internautas a se solidarizar, pensar em formas de auxiliar os abrigos e até a adotar um animal abandonado. 

A partilha do guarda-chuva não resolveu o problema dos dois cachorros de Calcutá e criou um transtorno a mais para o policial, que também ficou ensopado. No entanto, não se trata da efetividade da iniciativa, mas da solidariedade embutida no gesto. 

Os dois peludos estiveram por alguns minutos ou horas se sentindo protegidos e acolhidos. Para Kumar, provavelmente foi uma atitude natural e corriqueira, mas ela fez toda a diferença para os pets: eles certamente ganharam um bom momento de descanso e aprenderam a confiar um pouco mais. 

A estação da chuva de monções na Índia está chegando ao fim. No outono, o volume das precipitações se reduz sensivelmente, para dar lugar a um inverno seco – felizmente, pouco rigoroso. Mesmo assim, se nenhuma providência for tomada, milhões de cães, gatos e humanos continuarão expostos às chuvas na próxima temporada. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News