Lindo momento em que um policial conforta cachorro atropelado e o envolve em sua jaqueta

Este policial americano confortou e protegeu um cão atropelado com a própria jaqueta.

“Para servir e proteger”. Este é o lema da polícia americana e este oficial parece cumpri-lo à risca. Em uma ronda, ele se deparou com um cão atropelado, acionou o socorro e, enquanto esperava, protegeu o animal com a própria jaqueta.

O caso ocorreu em Kissimmee, cidade de 56 mil habitantes na região metropolitana de Orlando, no centro da Flórida (EUA). Um transeunte, que estava passeando com o próprio pet, identificou um policial confortando o cachorro e filmou a cena, que logo viralizou nas redes sociais.

Lindo momento em que um policial conforta cachorro atropelado e o envolve em sua jaqueta

O socorro

O caso ocorreu em Royal Palm Drive, uma avenida na região central de Kissimmee. O oficial Joshua Fiorelli foi avistado na entrada de um parque municipal na avenida, ao lado de um cachorro vira-lata deitado no gramado.

O animal havia sido atropelado – e o motorista não parou para prestar socorro. O policial, que trabalha no Osceola County Sheriff’s Office, pode ser visto confortando o cachorro, depois de tê-lo recolhido e agasalhado com a própria jaqueta – uma atitude que certamente supera a ação esperada pelas autoridades.

A vítima do acidente recebeu toda a atenção e apoio do policial e a atitude gentil, agradavelmente surpreendente, foi presenciada por um transeunte, Carlos Irizzy, que fazia a caminhada diária com o seu cachorro, mas, naquele dia, havia decidido mudar o trajeto do passeio.

policial-conforta-cao-atropelado

Felizmente, Carlos modificou o itinerário naquele dia, bem a tempo de registrar uma ação de grande valor e respeito. Ele ficou curioso por ter avistado alguma coisa incomum na avenida. Ao se aproximar, ele percebeu o cachorro branco deitado no chão, com o policial ao lado.

Nas redes sociais, os internautas reagiram positivamente à atitude do policial. Foram centenas de comentários em poucas horas e o caso se tornou o “trending topic” do dia. Um usuário do Facebook escreveu:

“Obrigado, policial Fiorelli, por fazer o trabalho que obviamente todos deveriam fazer. Você é uma pessoa gentil e atenciosa, nem todo mundo mostraria compaixão por um animal de rua ferido. Você valoriza a profissão e o uniforme, é um grande exemplo de um grande policial. Deus te abençoe.”

Fiorelli estava sentado na grama, acariciando o cão suavemente e sussurrando palavras de conforto e segurança. Poucos minutos antes, o policial havia encontrado o cachorro deitado na beira da avenida – o atropelamento parecia ser muito recente.

O policial permaneceu junto ao cachorro até que o Serviço de Controle Animal de Kissimmee chegou ao local para encaminhar o animal ferido ao hospital veterinário. O cachorro sofreu algumas fraturas e escoriações na pele, mas está se recuperando bem.

A WFTV, um canal virtual licenciado para a região de Orlando, deslocou um repórter para cobrir o episódio. Mais tarde, questionado sobre os motivos que o levaram a se sentar na grama e oferecer a própria jaqueta para cobrir o cachorro, o oficial disse, na entrevista:

“Estava frio lá fora. O cachorro estava todo molhado e parecia sangrando. Não tinha ninguém por perto para socorrê-lo, então eu resolvi ficar lá com ele.”

Modesto e sem perceber que era, de fato, o herói do dia, o policial completou o seu raciocínio, de modo simples e comovente:

“Eu sei que muitos cães ficam na defensiva quando estão machucados. Mas ele não estava nem um pouco arisco ou agressivo. O cachorro aceitou que eu me sentasse ao lado e tentasse cuidar dele.”

No momento, Fiorelli não percebeu ninguém observando a cena, muito menos fotografando o seu gesto de altruísmo. Ele estava realmente preocupado em diminuir o sofrimento da vítima – mais tarde, soube-se que se trata de uma fêmea.

A cachorra recebeu o nome de Fiona e foi hospitalizada para tratar os ferimentos. No momento em que atendeu à chamada, o policial não fazia ideia dos danos, mas Fiona havia sofrido uma fratura no quadril, além de luxações nas duas pernas esquerdas.

Em seguida, quando receber alta hospitalar, ela será transferida para um abrigo do Condado de Osceola. Ela não portava identidade animal, nem qualquer referência sobre possíveis tutores. De qualquer forma, graças às fotos que foram curtidas por milhares de internautas, já há diversos interessados em adotá-la.

Os comentários nas redes sociais continuam. Um internauta chamou a atenção para um aspecto interessante:

“Em um mundo no qual estamos todos os dias cheios de histórias de maus policiais, as ações do oficial Fiorelli ajudam a fazer a balança pender em favor de todos os bons policiais, que merecem ser reconhecidos, mas têm os atos de bondade pouco divulgados.”

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas