Policial salva cachorros que estavam prestes a ser atropelados

Policial do México salva dois cachorros que estavam em risco de morrer a qualquer momento.

Monterrey, no norte do México, é uma das cidades mais populosas do país: em sua região metropolitana, abriga mais de quatro milhões de habitantes. Tanto movimento pode ser prejudicial aos cachorros, especialmente quando eles se aventuram em avenidas de tráfego intenso.

Dois cachorros se envolveram involuntariamente em uma aventura com esta: eles foram encontrados por um policial da Força Civil do México tentando escapar dos carros, que trafegavam em alta velocidade. O oficial salvou os peludos, que estavam prestes a ser atropelados.

O salvamento

O policial mexicano estava em patrulha pelas ruas de Monterrey, quando avistou, circulando por uma das avenidas mais movimentadas da cidade, dois cachorros aparentemente perdidos, tentando se proteger do fluxo intenso de carros e caminhões.

O oficial aproximou-se, parou a viatura e bloqueou o tráfego em duas pistas da avenida, para impedir que os cães fossem atingidos por um automóvel. Na velocidade permitida na via, um atropelamento certamente seria fatal.

Os cães estavam próximos à mureta de concreto que separa as duas mãos da avenida. Eles tentavam desesperadamente encontrar um lugar seguro, mas não conseguiam decidir entre tentar pular a mureta ou voltar para a calçada. Os carros não davam trégua, nem opções para os peludos.

policial-salva-cachorros-que-estavam-prestes-a-ser-atropelados

Os motoristas apenas guiavam os automóveis, em busca de suas obrigações cotidianas. O oficial poderia ter feito o mesmo: afinal, não se tratava de uma ocorrência policial e cuidar de cachorros de rua não faz parte das atividades da Força Civil.

Felizmente, o policial resolveu fazer a diferença. Ele ligou o giroflex, interrompeu o tráfego, sinalizou para os motoristas desviarem e aproximou-se dos dois peludos, que não sabiam mais o que fazer para se livrar da enrascada em que tinham se metido.

O homem atraiu os dois cachorros e conseguiu pegá-los no colo. Os animais foram embarcados na viatura e levados até um local mais seguro, onde foram soltos.

Os policiais de Monterrey circulam pelas ruas da cidade com câmeras na lapela. Trata-se de uma estratégia com objetivo duplo: permite a gravação de flagrantes e impede o eventual uso abusivo da força.

A câmera deste policial serviu para registrar a ação de salvamento dos dois cachorros em apuros na avenida. As imagens rapidamente foram publicadas nas páginas de redes sociais do oficial e também do Departamento de Polícia Civil da cidade.

O registro viralizou de forma praticamente instantânea. Em poucas milhares, dezenas de milhares de internautas visualizaram as imagens do salvamento. Foram centenas as curtidas e comentários favoráveis, elogiando a ação do policial.

Os cães socorridos pelo policial aparentam ser pitbulls, ou mestiços da raça. Este seria mais um motivo para ficar longe deles. Afinal, os pitbulls são considerados animais violentos, especialmente quando se sentem acuados ou em perigo.

Para sorte deles, o policial resolveu agir de forma diferente. O vídeo mostra todo o trabalho para garantir a segurança e integridade dos cachorros. O oficial tenta atraí-los, chegando a carregar um deles no colo.

Aparentemente, os dois cachorros perceberam que finalmente a ajuda tinha chegado – eles devem ter agradecido bastante aos santos padroeiros dos animais. Por isso, apesar de estarem apavorados, eles não mostraram sinais de agressividade, nem tentaram fugir.

Os dois peludos apenas embarcaram na viatura policial, aliviados por ficarem longe dos carros que os colocavam em risco de morte.

Cães de rua em Monterrey

A região metropolitana tem uma população de quatro milhões de humanos e cerca de dois milhões de animais abandonados nas ruas – mais da metade são cachorros. A cada ano, são informados dois mil acidentes envolvendo agressões desses animais em Monterrey.

A cidade conta com um serviço de resgate e remoção de animais abandonados, mas, por enquanto, ele funciona apenas nos dias úteis. Entidades de defesa dos pets, como a PRODAN (Prodefensa Animal), abrigam os abandonados e desenvolvem campanhas de conscientização da população.

Postagens Relacionadas