Várias pessoas se unem para salvar cachorro de se afogar

Por: em

Um grupo fez uma corrente humana para salvar um cachorro em risco de afogamento. O momento de ajuda e união é lindo. Veja o vídeo…

Animais de rua enfrentam uma série de perigos para superar os obstáculos no dia a dia, proteger-se, alimentar-se e descansar. Muitas vezes, eles acabam se enfiando em grandes enrascadas. Foi o que aconteceu com este cachorro que vive em Almaty (antiga Alma-Ata, a maior cidade do Cazaquistão, com 1,2 milhão de habitantes. Foi preciso organizar uma corrente humana para resgatar o animal. 

Seguir Cães Online no Facebook

Um cachorro decidiu aventurar-se no rio Charyn, o maior cânion do Cazaquistão, que cruza a cidade. Salvá-lo da correnteza foi uma tarefa que exigiu um grande esforço coletivo, como se pode conferir nas imagens. 

Cachorros e gatos vivendo nas ruas são um problema mundial: com exceção da Holanda, que, em agosto de 2020, tornou-se o primeiro país a não ter animais nas ruas, todo o planeta vive com pets abandonados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que haja 200 milhões de felinos e caninos sem lar. 

esforco-coletivo-para-salvar-um-cachorro

Um ato de heroísmo 

Um cachorro de médio porte desceu as rampas de contenção do rio, provavelmente em busca de comida. No entanto, o peludo não percebeu que não havia jeito de subir de volta para a margem e ficou preso no plano inclinado, entre o concreto e as águas. 

Um grupo de pessoas que passavam pelo local decidiu salvar o cachorro. Mesmo sem se conhecerem pessoalmente, estes heróis perceberam rapidamente que precisavam unir esforços para garantir a integridade do animal. 

As imagens foram gravadas e postadas no Youtube, em 2016, pela Latina Notícias. Mais de mil internautas já assistiram ao vídeo, de pouco mais de um minuto, que mostra a etapa final do resgate do cachorro. A locução está em espanhol. 

No início da operação, um homem solitário salta a mureta de proteção e se aproxima do cachorro. Sozinho, no entanto, ele não consegue puxar o animal de volta para a margem. Na sequência, outras pessoas se unem no esforço e vão pouco a pouco formando a corrente humana. 

O que mais chama a atenção é que os heróis improvisados não planejaram a ação. O primeiro homem a se aproximar do cachorro acaba ficando com água pelos joelhos, mas não desiste de ajudar o animal. Em pouco tempo, cerca de dez pessoas se aliam para retirar o peludo do perigo. 

Com os braços entrelaçados, os salvadores fizeram um grande esforço físico para retirar o cachorro, que estava prestes a ser arrastado pela força das águas do rio. Mas, alguns minutos e uma boa dose de solidariedade mudaram o final desta história. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News