Cachorro se tornar embaixador de um hotel de luxo e o trabalho dele é o mais importante

Por: em

Mr. Walker é um cachorro com um trabalho importante: ele é embaixador de um hotel de luxo.

Um retriever do Labrador amarelo chama a atenção dos turistas que se hospedam no Hotel Hyatt Park de Melbourne, na Austrália: ele é o embaixador oficial do estabelecimento. Entre as suas atribuições, está a recepção dos visitantes.

Seguir Cães Online no Facebook

O cachorro está fazendo tanto sucesso que o Hyatt Park já está ficando conhecido como “Hyatt Bark” (bark significa latido, em inglês). Mr. Parker recepciona todos os hóspedes com saudações calorosas e peludas, repletas de lambeijos.

um-cachorro-com-um-trabalho-muito-importante

A história de Mr. Parker

O retriever do Labrador amarelo foi adestrado por profissionais do Guide Dogs de Victoria, entidade que atua desde 1957 no treinamento de cães para atividades de terapia e guia, especialmente com pessoas portadoras de baixa visão.

Antes de trabalhar no hotel, Mr. Parker dedicou 18 meses da sua curta vida à preparação para condução de cegos e portadores de baixa visão. Com o treinamento e a experiência diária, ele se tornou extremamente dócil e comunicativo, consegue tomar decisões com rapidez e nunca se mostra agressivo ou assustado. Por essas qualidades (e muitas mais), foi convidado a trabalhar no hotel.

um-cachorro-com-um-trabalho-muito-importante

Aos três anos, Mr. Parker se tornou oficialmente o primeiro embaixador canino do Hyatt Park de Melbourne, um hotel de cinco estrelas. O título exato do cargo do retriever do Labrador é “ambassadog”, uma fusão das palavras inglesas “ambassador” e “dog” (embaixador e cachorro respectivamente). Atualmente, o peludo está com sete anos.

O cachorro usa as habilidades que desenvolveu para ampliar o conforto dos hóspedes, mas a missão principal é divulgar o trabalho do Guide Dogs e a importância dos cães-guia na integração dos deficientes visuais.

Melbourne, a capital do Estado de Victoria, é uma cidade de 4,3 milhões de habitantes, situada no sudeste da Austrália. Guide Dogs é uma instituição internacional e a sede australiana fica na mesma cidade do Hyatt Park.

um-cachorro-com-um-trabalho-muito-importante

Em países como a Austrália, o adestramento de um cão-guia ou terapeuta é caro e demorado: ele se estende por cerca de dois anos e tem um custo aproximado de US$ 50 mil (cerca de R$ 275 mil, pela cotação atual).

Por isso, o trabalho do cachorro no hotel ajuda a promover o trabalho da entidade e a atrair donativos para o projeto. No Brasil, o adestramento de cães-guia é realizado por poucas instituições especializadas e os custos também são elevados.

O trabalho

O dia a dia de Mr. Walker, na verdade, é muito tranquilo. As atividades de rotina consistem em tirar fotos com os hóspedes, acompanhá-los até o saguão ou esperar o elevador com eles. Distraí-los na recepção, etc.

O cachorro, aparentemente, tem a melhor vida do mundo – especialmente ele vive no luxo e conforto de um hotel cinco estrelas, em uma cidade ensolarada durante o ano inteiro. Mas a função de Mr. Walker é extremamente importante, para divulgar o trabalho da Guide Dogs e captar recursos para a entidade.

um-cachorro-com-um-trabalho-muito-importante

O trabalho de Mr. Walker é também fazer com que todos os hóspedes se sintam em casa e, caso sintam falta do amigo peludo que não pôde viajar, ele substitui o amigo distante. O retriever do Labrador adora brincar com bolas de tênis, além de comer e descansar ao lado dos visitantes, como um bom anfitrião.

Mr. Walker também impressiona os turistas nas suas brincadeiras com os wombats, espécie de marsupiais endêmicas das pradarias do sul da Austrália. É um animal típico do país e o cachorro faz questão de apresentá-lo, especialmente para os turistas que vêm do exterior.

O retriever do Labrador tem direito a uma cama instalada no saguão do hotel, decorada com o logotipo do Wyatt Park. Ele mora oficialmente na casa do gerente do hotel, Leigh Shepheard, mas pode ser visto em todas as dependências sociais do empreendimento.

As experiências de Mr. Walker já foram descritas em dois livros: “The Tales of Mr. Walker” e “Dogs with Jobs”, ambos editados pela Penguin Ramdom House. Os direitos autorais foram cedidos à Guide Dogs de Victoria. Ele também participa de vídeos promocionais para angariar recursos para a ONG.

O cachorro, que trabalha algumas horas por dia de segunda a sexta-feira, tem páginas próprias nas redes sociais e é seguido por milhares de internautas. Os fãs não se cansam de comentar sobre as aventuras de Mr. Walker no seu cotidiano.

Nos comentários, muitos seguidores afirmam que todos os hotéis deveriam contratar embaixadores – ou ambassadogs. Outros pedem que Mr. Walker seja nomeado “funcionário do mês”, mas em todos os meses do ano.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News