[VÍDEO] Cães podem visitar fontes termais na Coreia do Sul

Esta dupla de cães popstar é famosa na internet. Nesta aventura, eles visitam fontes termais.

Rudy e Pongki são dois lulus da Pomerânia brancos de seis anos que vivem em Seul, a capital da Coreia do Sul. O país é famoso pelas celebridades modernas, como robôs humanoides, cantores de k-pop e séries de TV superconceituadas, mas os dois cãezinhos encontraram um lugar ao sol nas redes sociais.

aes-popstar-visitam-fontes-termais

A dupla RuPong, como é chamada pela tutora, faz sucesso no Youtube. Mais de 790 mil internautas acompanham as aventuras dos dois cãezinhos, cujos vídeos ultrapassam dez mil visualizações poucas horas depois que são publicados.

Desta vez, Rudy e Pongki foram conhecer um parque de “oncheon” – ou fontes termais. Eles foram às Cheoksan Hot Springs, em Gangwon-do, no nordeste do país, uma região montanhosa muito procurada no inverno.

Os banhos de Rudy e Pongki

É difícil imaginar um lulu da Pomerânia muito distante da sua poltrona favorita. Apesar de serem ativos e brincalhões, os cães da raça costumam ser sossegados e preferem o aconchego do lar, especialmente quando o inverno se aproxima.

Mesmo assim, a tutora de Rudy e Pongki decidiu levá-los para conhecer a estação termal no norte do país. Ela imaginou que, uma vez que os dois peludos sempre gostaram de banhos quentes, mergulhar em uma piscina naturalmente aquecida seria uma grande diversão.

aes-popstar-visitam-fontes-termais

Inicialmente, a reação dos cãezinhos foi de espanto: onde já se viu tanta água junto em um lugar só? – é o que eles devem ter imaginado. Mas a curiosidade de Pongki foi mais forte. Ele se aproximou, colocou as patas dianteiras na água, caminhou um pouquinho e finalmente deu um mergulho.

O nome do cachorrinho, aliás, é derivado de trampolim (“pong”, em coreano). Mas isto não significa que ele seja um expert das piscinas olímpicas. A tutora escolheu o nome por causa do jeito como ele caminha, que faz lembrar um atleta dos saltos ornamentais na prancha.

O cachorro foi muito incentivado pela tutora, venceu o medo e resolveu mergulhar. Ganhou ainda mais mimos e agrados, deixando a “mãe postiça” muito satisfeita com o desempenho. Mas Pongki ainda parecia surpreendido, perplexo. Talvez estivesse tentando entender por que a água é quente, ou por que ele estava dentro dela.

aes-popstar-visitam-fontes-termais

Rudy, por outro lado, não se moveu do lugar. Mesmo com as palavras de incentivo da tutora, tentando persuadi-lo, mas o cachorrinho preferiu manter o pelo seco, a uma distância segura da borda da piscina.

Enquanto Pongki já ensaiava algumas acrobacias na água, totalmente familiarizado, como se tivesse passado a vida inteira nas fontes termais, Rudy achou mais aconselhável ficar deitado na espreguiçadeira, observando o movimento.

A tutora tentou uma chantagem, para fazer o cachorro dar um mergulho. Ela mostrou um petisco a Rudy e em seguida entrou na piscina, acenando com a guloseima na mão. Depois de algum esforço, ele foi persuadido a pelo menos molhar as patas em troca do biscoito. Mas foi o máximo que ele se permitiu no relacionamento com a piscina aquecida.

aes-popstar-visitam-fontes-termais

Pongki, então, roubou todas as atenções. Depois de brincar muito, ele foi levado para descansar em uma cadeira, enrolado até a cabeça em uma toalha, enquanto a tutora gentilmente derramava água quente sobre o corpo.

O vídeo dos banhos de Pongki e Rudy recebeu mais de 20 mil visualizações. A maioria dos internautas concordou com a postura da tutora, que não obrigou Rudy a entrar na água: ela respeitou a vontade do cachorrinho.

Cada um, do seu jeito, acabou se divertindo durante o passeio inédito. Pongki parece ter nascido para nadar, enquanto Rudy apenas molhou as patas – e, mesmo assim, somente para ganhar um petisco quase inacessível.

Foi só no dia seguinte que Rudy tomou um banho completo nas águas termais. Que dizem fazer maravilhas contra dermatites, problemas musculares e nas articulações. A tutora pegou o cachorrinho no colo e entrou na piscina, oferecendo todo o conforto e proteção que ele parecia necessitar.

aes-popstar-visitam-fontes-termais

O rosto de Rudy, no entanto, mostra que ele não gostou nem um pouco da experiência. Ele deve ter pensado: “Se fosse para nadar, eu teria nascido peixe”. Rudy tem a pele seca e o banho poderia ter melhorado o aspecto e a funcionalidade, mas ele parecia ter coisas mais interessantes para fazer.

Eles continuaram se divertindo, e os vídeos captaram as brincadeiras da dupla. Pongki continuou explorando a água e os arredores da piscina, enquanto Rudy preferiu a segurança das cadeiras. O importante é que a família se divertiu no passeio.

Postagens Relacionadas