InícioHistórias FelizesEsta cachorrinha só aceita ser carregada em um travesseiro

Esta cachorrinha só aceita ser carregada em um travesseiro

Ela gosta de ser carregada nos passeios. Esta cachorrinha usa um travesseiro como “elevador”.

Ela gosta de ser carregada nos passeios. Esta cachorrinha usa um travesseiro como “elevador”.

Madi é uma cachorra da raça chihuahua que sempre foi seletiva em relação a novas amizades: ela não gosta de muitas pessoas e faz questão de demonstrar isso. Outro aspecto curioso da personalidade da cachorrinha é que ela se recusa a ser pega no colo: ela gosta de ser carregada em uma almofada.

Mas Serena Hodson, a tutora de Madi, acredita que “este comportamento é muito fofo, porque ela fica animada ao ser levantada na almofada, como se estivesse em um elevador, e sai ‘andando’ pela sala”.

A chihuahua já é uma cachorra sênior: ela completou 11 anos recentemente. Para o bem e para o mal, Madi desenvolveu preferências próprias e quem a conhece tem muita clareza sobre um fato: ela sabe exatamente o que quer e não se contenta com as substituições que tentam fazer. Mas, se todos estão felizes, não há motivos para mudar a rotina.

cachorrinha-so-aceita-ser-carregada-em-uma-almofada

O jeitinho especial de Madi

Serena e Madi moram em Trabuco Canyon, uma comunidade não incorporada da Califórnia (sudoeste dos EUA, quase na divisa com o México). De acordo com a tutora, a cachorrinha é muito exigente e gosta de fazer valer as suas vontades.

Serena diz que o temperamento de Madi varia bastante. Em um instante, ela é amigável e quer brincar com todos, mas, no momento seguinte, ela não quer se aproximar de ninguém. A tutora disse, em entrevista ao site The Dodo, que “ela é muito atrevida e quer tudo do jeito dela”.

cachorrinha-so-aceita-ser-carregada-em-uma-almofada

Madi tem as suas próprias preferências e gosta de mostrar isso. Ela adora ficar com a tutora no sofá ou na cama, mas, em função do pequeno porte, não consegue subir sozinha nos móveis. Inicialmente, Serena usava um cobertor para içá-la: ela a cobria para evitar as mordidas e a suspendia.

Mas a tutora sempre ficava com medo de machucar a cachorrinha. Simplesmente pegá-la no colo não era opção, porque Madi arreganhava os dentes, pronta para se defender. Então, surgiu a almofada para resolver a situação.

Como é possível ver no vídeo, Madi já está acostumada. A tutora coloca a almofada à frente dela, que rapidamente se acomoda. Então, basta carregar o objeto de decoração da sala para o quarto, da cama para o tapete, etc.

Ela gostou muito da inovação da almofada, que foi imaginada pelo pai de Serena. Desde então, os riscos de acidentes e quedas desapareceram e a cachorra se sente muito mais confortável nos deslocamentos do dia a dia.

As imagens foram postadas no Tik Tok e as aventuras de Madi e o seu elevador foram curtidas e compartilhadas por dezenas de milhares de internautas. Realmente, é preciso concordar com a tutora: Madi pode ser antipática, mas ela é muito fofa.

cachorrinha-so-aceita-ser-carregada-em-uma-almofada

É importante lembrar que Madi não é uma cachorra agressiva. Ela apenas tenta morder quando percebe a aproximação de mãos humanas, que podem feri-la a qualquer momento. Esta é uma reação comum à maioria dos cães de pequeno porte.

Desde que o pai de Serena “inventou” o elevador para cachorro, basta colocar a almofada. Madi pula imediatamente e pode ser carregada para o sofá, a cama e outros locais nos quais ela gosta de relaxar ao lado da tutora.

cachorrinha-so-aceita-ser-carregada-em-uma-almofada

Serena contou que a cachorra aprendeu rapidamente a subir na almofada, apesar de não conhecer nenhum truque. Mesmo os comandos básicos são ignorados pela cachorrinha. “Senta”, ”fica” e “junto” são fazem parte do vocabulário de Madi, que apenas entende o “sim” e o “não”.

Desde então, a cachorrinha fica muito empolgada com a praticidade da almofada. Ela descobriu que o objeto facilita bastante a vida e não consegue disfarçar a animação quando vê o objeto sendo colocado na frente dela.

Serena também usa outros objetos como “elevador” e quase todos funcionam bem. Desde que Madi não se sinta tolhida ou limitada nos movimentos, ela aceita a troca da almofada pela caminha, um travesseiro, etc.

cachorrinha-so-aceita-ser-carregada-em-uma-almofada

Ela até admite ser carregada no colo, mas isso depende de um ritual: a tutora precisa se ajoelhar na frente da cachorrinha, colocar a mão gentilmente embaixo da barriga e suspendê-la até cerca de um metro de altura. Madi não suporta ser levantada até a altura da cabeça de um humano, por exemplo. É o instinto de preservação e autodefesa falando mais alto.

Apesar do tamanho minúsculo, Madi tem uma personalidade grande e forte. E, apesar de ser muito mal-humorada em relação a estranhos, ninguém da família gostaria que ela reagisse de outra maneira. Os cachorros sempre reagem às ações dos tutores.

Você pode seguir a Madi no Instagram e TikTok.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações